PUBLICAÇÕES RECENTES

Cemar corta energia da Prefeitura de Newton Bello

28 de fevereiro de 2013

Prefeita de Newton Bello atrasa cinco meses de energia.
Leula Brandão
Equipes de corte da Cemar desligaram, nesta quinta-feira (28), a energia elétrica de dois importantes prédios de Newton Bello. Trata-se da prefeitura Municipal, comandada por Leula Brandão, e da Câmara de Vereadores.

Segundo a Companhia, a prefeitura e o presidente da Câmara tem uma dívida relativa ao pagamento do consumo de energia elétrica dos imóveis de sua responsabilidade.

De acordo com o blog do Neto Ferreira, após várias tentativas de negociar o pagamento, foi tomado a decisão com base na legislação do setor elétrico brasileiro, interromper o fornecimento da energia elétrica de unidades consumidoras, conforme prevê a Resolução 414/2010 da ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica.

A Cemar disse está à disposição do Município de Newton Bello para negociar o débito ora existente e restabelecer o fornecimento da energia.

Susto e muita correria em shopping de São Luis



(Foto: Jana Bruna)
Houve empurra-empurra e muita correria quando parte do forro do primeiro piso do Rio Anil Shopping, em São Luis, começou a desabar. O incidente ocorreu na noite desta quinta-feira.
Funcionários de lojas e quiosques próximos ao local acreditavam que o teto estava caindo. 
O desespero foi total. Não apenas o forro, mas boa parte da estrutura foi parar no chão.
Por sorte, ninguém ficou ferido. 
Ainda não se sabe as causas do desabamento.



Contracheque online estará disponível a partir desta sexta (1º) em Alto Alegre do Pindaré


A Prefeitura de Alto Alegre do Pindaré está disponibilizando mais uma ferramenta para facilitar o dia-a-dia do servidor público municipal. A partir desta sexta-feira (1º), o comprovante de recebimento será feito pelo sistema eletrônico para todos os servidores comissionados e efetivos de todas as Secretarias. O servidor pode acessá-lo através do site da Prefeitura (www.altoalegredopindaré.ma.gov.br) e imprimi-lo de onde estiver, usando seu número de matrícula e senhas, de forma prática, rápida e segura.

Vale lembrar que o servidor, para ter acesso ao serviço, deverá adquirir pessoalmente no Setor de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal, com um documento de solicitação (baixar solicitação), sua senha de acesso. É recomendável que o servidor, no seu primeiro acesso ao portal, altere a sua senha.

Segundo Alberto Cruz, Coordenador do RH da Prefeitura, o conteúdo do contracheque online é de total veracidade, exatamente igual ao do impresso e visa a dar ao funcionário público a comodidade de, em qualquer lugar e a qualquer hora, poder emitir seu comprovante de rendimentos e, pelo mesmo procedimento, também poderá ver e imprimir outros documentos que antes eram obtidos somente através do setor de RH. “Com esta inovação, a administração do Prefeito Atemir Botelho sai na frente por ser o primeiro administrador de Alto Alegre do Pindaré a investir neste sistema, buscando a melhoria na prestação de serviços à população, bem como a valorização dos servidores públicos municipais”, ressalta o coordenador.

A forma de acesso é simples. No site da Prefeitura (www.altoalegredopindare.ma.gov.br), clique no banner “Portal do Servidor” que está no meio da página; em seguida, clique em “ÁreaRestrita" e, por fim, preencha os campos "Matricula e Senha".

Fonte: SECOM/PMAAP

Centro de Atenção Psicossocial de Santa Inês anuncia reinício dos trabalhos




O Centro de Atenção Psicossocial (Caps II) Antonio Seba Salomão, localizado na Rua Luiz Barros Elouf, Bairro Aeroporto, em Santa Inês, informa que retomará as suas atividades a partir das 9h da próxima segunda-feira, dia 4 de março.

A programação de reabertura das atividades do Caps consta de uma assembleia geral com a presença dos pacientes atendidos pelo Centro e de familiares destes.

Na oportunidade, a diretoria fará a apresentação da equipe de profissionais do Caps e divulgará o calendário de atendimento do órgão.

(Departamento de Comunicação da Prefeitura)


Sobre o CAPS
Seu objetivo é oferecer atendimento à população, realizar o acompanhamento clínico e a reinserção social dos usuários pelo acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários. 

Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), entre todos os dispositivos de atenção à saúde mental, têm valor estratégico para a Reforma Psiquiátrica Brasileira. Com a criação desses centros, possibilita-se a organização de uma rede substitutiva ao Hospital Psiquiátrico no país. Os CAPS são serviços de saúde municipais, abertos, comunitários que oferecem atendimento diário.

É função dos CAPS:

- prestar atendimento clínico em regime de atenção diária, evitando as internações em hospitais psiquiátricos;

- acolher e atender as pessoas com transtornos mentais graves e persistentes, procurando preservar e fortalecer os laços sociais do usuário em seu território;
- promover a inserção social das pessoas com transtornos mentais por meio de ações intersetoriais;
- regular a porta de entrada da rede de assistência em saúde mental na sua área de atuação;
- dar suporte a atenção à saúde mental na rede básica;
- organizar a rede de atenção às pessoas com transtornos mentais nos municípios;
- articular estrategicamente a rede e a política de saúde mental num determinado território
- promover a reinserção social do indivíduo através do acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários.

Estes serviços devem ser substitutivos e não complementares ao hospital psiquiátrico. De fato, o CAPS é o núcleo de uma nova clínica, produtora de autonomia, que convida o usuário à responsabilização e ao protagonismo em toda a trajetória do seu tratamento.

Os projetos desses serviços, muitas vezes, ultrapassam a própria estrutura física, em busca da rede de suporte social, potencializadora de suas ações, preocupando-se com o sujeito e a singularidade, sua história, sua cultura e sua vida cotidiana.

O perfil populacional dos municípios é sem dúvida um dos principais critérios para o planejamento da rede de atenção à saúde mental nas cidades, e para a implantação de centros de Atenção Psicossocial. O critério populacional, no entanto, deve ser compreendido apenas como um orientador para o planejamento das ações de saúde. De fato, é o gestor local, articulado com as outras instâncias de gestão do SUS, que terá as condições mais adequadas para definir os equipamentos que melhor respondem às demandas de saúde mental de seu município.

André Fufuca solicita instalação de Cras e cozinhas comunitárias


O deputado André Fufuca (PSD) apresentou indicações requerendo à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa que encaminhe ofícios à governadora Roseana Sarney solicitando, junto à Secretaria do Desenvolvimento Social, providências no sentido da implantação de unidades de Centro de Referência de Assistência Social – CRAS e de cozinhas comunitárias nos municípios de Paulino Neves, Alto Alegre do Pindaré, Tutóia, Governador Newton Belo e Santa Inês.

A solicitação para a implantação dos CRAS, segundo o parlamentar, ocorre em função de alguns elementos de vulnerabilidade em que se encontra a infraestrutura e a pequena renda das famílias que residem naqueles municípios, como o analfabetismo, a baixa escolaridade e mulheres chefes de famílias sem cônjuges, ou responsáveis a desempregados, dentre outros.

Quanto ao pedido das cozinhas comunitárias, André Fufuca afirmou que o mesmo tem como objetivo oferecer refeições de baixo custo e ações de educação alimentar e nutricional e produtiva para atender a população em situação de vulnerabilidade social e econômica. “É um direito de todos o acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades especiais”, disse o parlamentar.

Agência Assembleia

Ribamar abandona Santa Inês para brigar por espaço em São Luis

Ribamar Alves (PSB) continua esbravejando lá pelas bandas da capital maranhense. O prefeito de Santa Inês reclama, e muito, de uma suposta falta de espaço no governo de Edvaldo Holanda. Visivelmente, o socialista está tentando valorizar o 'passe' de olho na disputa pelo governo do Estado em 2014.

A prepotência é tamanha que Ribamar afirma que sem o apoio dele, Holanda não seria eleito. 
Partindo desse pressuposto, o prefeito de Santa Inês reivindica mais valorização do PSB dentro do governo municipal de São Luis.

O que intriga, de fato, é saber que toda essa preocupação e articulação política poderia ser direcionada para resolver problemas gritantes de gestão dentro do município que Ribamar governa.

Mesmo carregando nas costas toneladas de elefantes mortos, Ribamar esquece que é prefeito e deixa as bombas locais nas mãos de secretários do município (muitos visivelmente despreparados) para que os mesmo se virem para desarmá-las. Não tem dado muito certo. Prova disso é a iminente greve dos servidores da Saúde que reivindicam pagamento de salários atrasados; Uma mega manifestação de classificados no último concurso realizado no município, prevista para os próximos dias; Pais de alunos revoltados com a falta de professores e superlotação nas salas de aula; Esses são apenas alguns dos problemas enfrentados pelo novo gestor em menos de dois meses de governo.

O fato de boa parte dessa crise ter sido gerada ainda na gestão anterior não exclui a total  responsabilidade do novo gestor, Ribamar Alves, de resolve-la. Mas, não. Ribamar quer saber é porque Holanda não dá espaço de visibilidade a membros do PSB na capital.
A seguir leia a síntese da entrevista de Ribamar concedida nesta quinta-feira (28), ao jornalista Roberto Fernandes, na Rádio Mirante AM e reproduzida a partir do blog do Zeca Soares:

O prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves (PSB) não esconde a sua insatisfação com o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior. Em entrevista ao jornalista Roberto Fernandes, na Rádio Mirante AM, Ribamar Alves contou como foi toda a articulação para que o PSB pudesse garantir o apoio ao então candidato Edivaldo Holanda Júnior (PTC).

“O PSB estava no governo João Castelo. Na disputa de 2008 o PSB ia com Flávio Dino. Convenci a Drª Helena Duailibe de que seria muito melhor nós irmos com Castelo, porque ele já tinha mais de 70 anos, não tinha herdeiro político, a não ser a filha, que é deputada estadual. Ele iria abrir espaço para o partido e que a gente iria crescer politicamente. Convenci a direção do partido a aceitar. Ledo engano. João Castelo tirou Drª Helena da saúde pelo blog do falecido Décio Sá, não deu espaço para o partido, arrumou apenas alguns cargos. Nessa eleição fiz justamente o inverso. Tirei o partido de dentro da prefeitura. Pessoalmente fiz isso junto com Eduardo Campos, nosso presidente nacional, e Carlos Siqueira, que é o secretário, e Roberto Amaral, que é o vice-presidente. Convenci que era necessário ter um candidato próprio em São Luís, convenci o Roberto Rocha de que ele estava isolado no PSDB, que viesse para o PSB para ser candidato a prefeito. Infelizmente ele não conseguiu emplacar o nome dele como prefeito, mas conseguiu ser o vice, e a gente, então, construiu essa roupagem para São Luís. Ao tirar o PSB de dentro da prefeitura de São Luís, saiu junto o PPS, o PT e o próprio PCdoB que ia para lá também, além do PTC. O João Castelo se isolou de tal forma que para ele compor foi preciso compor com o PMN e o PRB”, contou.

Ribamar Alves disse que se sente também como um dos responsáveis pela vitória de Edivaldo.

“Nós possibilitamos criar aqui uma nova candidatura, que foi chamada até de consórcio de candidatos. Desse consórcio saiu o candidato Edivaldo Holanda, com o apoio do PSB, de vice, e o PCdoB, de Flávio Dino, que era a grande liderança. Se eu não tivesse tirado o partido de dentro da Prefeitura de João Castelo, o PTC não teria candidato. João Castelo sairia praticamente como candidato único. Então eu me senti também responsável pela eleição dele. Tiveram outras nuances: o acordo que eu tinha feito com Edivaldo Holanda pai e o próprio Roberto Rocha era de que desse espaço para os nossos pré-candidatos a vereadores. Nós tínhamos 26 pré-candidatos naquela época. Espaços na campanha, ou seja, material publicitário, tempo na TV. Naquele momento ele disse: o espaço de Roberto Rocha será dele, agora o do partido será do partido”.

O prefeito Ribamar Alves não escondeu a sua insatisfação com o fato do PSB não ter garantido espaço dentro da administração de Edivaldo Holanda Júnior.

“Passada a eleição eu não fui procurado para nada, nem o partido. Passado tempo falei com o Edivaldo pai e ele me disse que havia assumido compromisso e ele estava cumprido, que havia dado duas secretarias municipais e duas adjuntas para o partido, de porteiras fechadas. Eu disse que para o partido não, pois não fomos procurados. Ele disse: problema de vocês, vocês estão brigados? Eu disse que não estávamos brigados, mas o espaço era do partido. Nós não estamos atrás de cargos, e sim de espaço político para mostrarmos nossa força, para mostrar o PSB como gestor. Por isso eu me chateei e me afastei do prefeito e do grupo todo. Conceição Marques é minha amiga pessoal. Em Brasília encontrei com o Edivaldo e ele teceu vários elogios a ela. Mas eu perguntei pelo espaço do partido e ele disse que não iria lotear a prefeitura. Se fosse assim pleitearia espaço também em Santa Inês. Eu falei que a Prefeitura de Santa Inês estava à sua disposição, mas que lá o partido dele tinha votado contra. Para se ter uma ideia, a Conceição Marques me procurou, procurou Flávio Dino, Roberto Rocha, Marcelo Tavares, Marcone Farias, Humberto Coutinho etc, etc para ser secretária. Foi um esforço pessoal dela”, finalizou.



Secretaria de Saúde discute melhorias no PSF em Santa Inês


O secretário de Saúde de Santa Inês, Tiago Alves, e o vereador Victor Thágore, da Comissão Permanente de Saúde, reuniram-se na manhã desta quinta-feira (28) com profissionais que atuam no Programa Saúde da Família e do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF). O encontro foi realizado no plenário da Câmara de Vereadores de Santa Inês.


Enfermeiros, médicos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e educadores físicos discutiram, entre outros assuntos, o novo sistema de trabalho, a humanização do atendimento à população, melhoria das condições de trabalho dos profissionais e a construção, reforma e o reaparelhamento dos postos de saúde dos bairros e principalmente da zona rural do município.

Os profissionais foram diretos: Para que o trabalho seja realizado de forma satisfatória, é preciso que o município aja e resolva os problemas.

O secretário de Saúde afirmou que os problemas serão resolvidos o mais breve possível para que o atendimento à população seja feito com qualidade e dignidade.


Com informações da Assessoria de Comunicação da Câmara

Ribamar Alves assume a presidência do Conlagos

ribamaralves

O prefeito do município de Santa Inês, Ribamar Alves, é o novo presidente do Consórcio Municipal da Região dos Lagos Maranhenses – Conlagos. Ele foi eleito na última terça-feira, após uma votação apertada, na qual participaram 15 prefeitos associados e regularizados. Alves assume o órgão durante o biênio de 2013/2014.

“Sabemos da necessidade de trabalharmos de maneira conjunta entre municípios vizinhos, com colaboração mútua, por meio de políticas e recursos federais que podem ser viabilizados a partir desse modelo de gestão. O governo federal já sinalizou positivamente para essa alternativa e nós acreditamos no êxito dela”, disse o presidente do Conlagos, Ribamar Alves.

Para o diretor executivo do consórcio, Ronald Damasceno, a eleição de Ribamar Alves significa renovação do compromisso coletivo com a sociedade de cada município consorciado. “O trabalho em favor de políticas públicas que viabilizem condições para a execução de ações concretas, sentidas pela população, vai continuar. Sabemos do profissionalismo do novo gestor. O Conlagos conta com 25 municípios associados. Isso quer dizer que todos podem atuar conjuntamente em benefício geral”, destacou.

Ribamar Alves é o quinto prefeito do Conlagos. Criado a partir da necessidade de buscar formas e instrumentos legais para resolução dos problemas locais que, geralmente, transcendem o território municipal, o Consórcio da Região dos Lagos Maranhenses já adquiriu reconhecimento em âmbito federal. No mês de janeiro, apresentou caso de sucesso no Encontro de Prefeitos e Prefeitas realizado em Brasília. A experiência apresentou ao Brasil o carnaval consorciado realizado no ano de 2008, além do São João, reunindo 40 municípios.


Zé Vieira e Lisboa terão que devolver R$ 600 mil

27 de fevereiro de 2013


lisboaezevieira

Do Blog do Zeca Soares
Em sessão plenária realizada nesta quarta-feira (27), o Tribunal de Contas do Estado condenou os ex-prefeitos do município de Bacabal, José Vieira Lins e Raimundo Nonato Lisboa, a devolver ao erário mais de R$ 600 mil.

A condenação de Vieira e Lisboa diz respeito as Contas Anual de Governo e do Fundo Municipal de Saúde referentes ao exercício financeiro do ano de 1999. Na ocasião, o primeiro era prefeito de Bacabal e o segundo exercia o cargo de secretário municipal de Saúde, sendo que ambos eram ordenadores de despesas.

Ausência de processos licitatórios, não comprovação de despesas e demora no envio de documentos foram algumas das irregularidades detectadas pelo relator do processo, conselheiro substituto Melquizedeque Nava Neto.

José Vieira teve as contas julgadas irregulares, foi condenado a devolver R$ 202 mil, além do pagamento de multa no valor de R$ 20 mil. Raimundo Lisboa também teve as contas julgadas irregulares, foi condenado a restituir os cofres públicos em R$ 403 mil, além de pagar multa no valor de R$ 41 mil.

Na mesma sessão, a Corte de Contas julgou irregulares as contas da prefeita reeleita da cidade de Centro do Guilherme, Maria Deusdete Lima, condenando-a a devolver R$ 1,2 milhão aos cofres públicos.

A prefeita reeleita Maria Deusdete Lima teve julgadas irregulares prestações de contas referentes ao Fundo Municipal de Saúde, Fundeb, Fundo Municipal de Assistência Social e Administração Direta, todas do exercício financeiro do ano de 2009. Além da imposição de débito (R$ 1,2 milhão), ela terá que pagar multas que, juntas, somam um total de R$ 236 mil.

Mais gestores – Na sessão desta quarta-feira, o pleno do TCE julgou irregulares as prestações de contas do ex-prefeito do município de Água Doce do Maranhão, José Eliomar da Costa Dias, referentes ao exercício financeiro de 2009 – Fundo Municipal de Assistência Social, Administração Direta, Fundeb e Fundo Municipal de Saúde. Ele foi condenado a devolver ao erário mais de R$ 1,3 milhão, além do pagamento de multas que totalizam mais de R$ 1,6 milhão. Ano passado, vale ressaltar, José Eliomar t foi condenado pelo Tribunal referente ao julgamento irregular de suas prestações de contas do exercício financeiro de 2008.

Também foram julgadas irregulares as prestações de contas dos ex-prefeitos Francisco de Assis Milhomem Coelho (Balsas, exercício financeiro de 2008, com débito de R$ 150 mil e multa no valor de R$ 23 mil) e José Reis Neto (Aldeia Altas, exercício financeiro de 2008, débito de R$ 25 mil e multa de R$ 17 mil), além dos ex-presidentes de Câmaras Municipais Manoel Borralho Frazão (Primeira Cruz, exercício financeiro de 2008, débito de R$ 60 mil e multa de R$ 16 mil), José de Ribamar Fernandes Azevedo (Mirinzal, exercício financeiro de 2008, débito de 38 mil e multa de R$ 41 mil) e Raimundo José Rego Amaral (Cantanhede, exercício financeiro de 2010, débito de R$ 122 mil e multa de R$ 110 mil).

Engenheiro realiza vistoria no aeroporto de Santa Inês



Engenheiro Realizou Vistoria em Aeroporto

Representantes do Banco do Brasil acompanhados de secretários da prefeitura, fizeram na manhã dessa terça-feira (26) mais uma vistoria no Aeroporto Municipal de Santa Inês.

Na ocasião, Lusautone Martins, engenheiro Civil, representante do Banco Brasil, explicou que o programa de expansão dos aeroportos regionais, lançado no final do ano passado pela presidente Dilma Rousseff, pretende reaparelhar e expandir a infraestrutura aeroportuária do País, ampliando o acesso aos serviços aéreos. Para Santa Inês, essa pode ser a chance de ver implantados vôos nacionais ou regionais no município.

“Dez aeroportos do MA serão totalmente reformados e dois construídos (Governador Nunes Freire e São João dos Patos). Isso faz parte do Programa do Governo Federal de ampliação do turismo. Estão sendo liberados R$ 7 bilhões para a implantação do programa em todo o país. Nosso intuito aqui em Santa Inês está sendo o de fazer o reconhecimento do aeroporto, fazendo uma vistoria ampla para se ter uma base do que será feito, reformado e ampliado visando as melhorias que tornarão o aeroporto pronto para receber vôos domésticos”, disse o engenheiro civil.

A vistoria foi acompanhada também pelo engenheiro da Sinfra (Superintendência de Infraestrutura) Luis Carlos, pela gerente de relacionamentos do Banco do Brasil, agência de Santa Inês, Ana Tereza, pelos secretários municipais, de governo Neto Haddad, e de Obras Lourival Silva (Elierzinho) pelo assessor de gabinete Raimundo Rios e pela assessora jurídica Fernanda Machado.

Essa foi a segunda vez que em menos de dois meses que o Aeroporto Municipal João Silva recebe técnicos para vistorias visando viabilizar a mais completa reforma necessária para torná-lo viável para receber aeronaves de médio porte, vôos regionais e até nacionais. Na semana passada fontes da Prefeitura informaram ao AGORA que o aeroporto havia sido inclusive ameaçado de ser interditado pela ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil - em razão de algumas irregularidades, mas que antes que isso acontecesse a Prefeitura iria tomar as devidas providências para impedir a intervenção da ANAC.

A visita técnica de ontem, indica que segue valendo a reforma programada pelo Governo Federal para o aeroporto de Santa Inês, que será ampliado com direito a um terminal de passageiros decente, sinalização noturna e hangares para acomodar as aeronaves. “Resta saber avaliar qual sinalização precisará, se vertical ou horizontal, se há a necessidade de mudança na posição da pista, qual tipo de aeronave que poderá pousar, entre outros detalhes”, disse Lusastone que finalizou afirmando que até junho deste ano, todos os relatórios dos aeroportos que vão ser beneficiados no Maranhão estarão prontos e até novembro os editais serão finalizados. Ele adiantou também que se o projeto do aeroporto de Santa Inês estiver pronto, o edital daqui sairá mais rápido. Ao que, de prontidão, Neto Haddad disse que irá providenciar o quanto antes. “É de suma importância o projeto do PAC II em Santa Inês, uma vez que, pessoas têm que se dirigir para a capital ou para Imperatriz para pegar um vôo quando precisam sair do estado. A prefeitura de Santa Inês fará o que for possível para que tudo saia com antecipação” disse o secretário de governo.


Do Jornal Agora Santa Inês

Notas Rápidas... 27/02/2013



Insatisfação
O prefeito de Santa Inês mantém, firmemente, a série de irritações a servidores públicos municipais. A categoria da vez é a de professores. Durante a Jornada Pedagógica, realizada na última semana, Ribamar Alves deixou professores constrangidos e revoltados ao afirmar - diante de um público de cerca de 700 educadores - que a escola João Paulo II, no bairro do Aeroporto, é a pior do município. O prefeito teria dito ainda que levaram tudo da escola, até os bebedouros. Professores do referido estabelecimento de ensino não esconderam o descontentamento com a falta de verdade nas afirmações de Ribamar. Afinal, os bebedouros estão todos lá. Inclusive tem um novo, ainda no plástico. Os denunciantes temem ser identificados por medo de retaliação por parte do governo municipal.


Tropeço na Educação
Ednalva Alves
Nesta semana a secretária de Educação de Santa Inês, Ednalva Alves, reuniu-se com pais de alunos em um anexo da escola Ferdinand Gutman. Os pais estavam revoltados com a estrutura da escola e a superlotação das salas de aula. A secretária disse que o prédio será reestruturado, com a construção de novas salas e reforma das já existentes.  No entanto, nenhuma prazo foi dado. Deve-se ressaltar que essa obra, se for feita, será em um local alugado para a prefeitura.

Tropeço na Educação II
Ainda sobre o início conturbado do ano letivo nas escolas públicas municipais de Santa Inês, o blog tem recebidos dezenas de denúncias acerca da falta de professores nas salas de aula. Faltam profissionais e tome salas superlotadas. A escola Simone Macieira, na Cohab, é o retrato da situação atual da Educação no município. Lá tem sala com 53 alunos. Os professores, coitados, estão sem saber como lidar com a situação. 

Santa Inês carece de professores. Os concursados estão ansiosos para assumirem suas vagas e o prefeito parece que deu fim no plano de governo usado para angariar votos durante a campanha.

Boa Tentativa 
O secretário de Saúde de Santa Inês, Tiago Alves, viu de perto a situação das dezenas de pessoas que dormem sobre calçadas para marcar consultas no Centro de Saúde Djalma Marques, no centro da cidade. O problema não é novo. É uma herança deixada por governos anteriores.

Tiago Alves anunciando as mudanças no sistema
de marcação de consultas 
A partir de terça-feira (26) todas as consultas estão sendo agendados para que seja formada uma lista de espera e, assim, pôr fim às filas das madrugadas. Uma boa tentativa, diga-se de passagem. O que é facilmente notado é que esse novo sistema pode até resolver o antigo problema, mas vai gerar outro de proporções ainda maiores. 

A falta de profissionais na área da Saúde em Santa Inês também não é um problema recente, mas agravou-se com o fim de contratos da gestão anterior. Em consequência disso, o novo sistema de marcação de consultas vai resultar em longos períodos de espera para a primeira consulta e quando o paciente tiver que retornar ao consultório vai ser obrigado a esperar por meses a fio.


Desrespeito ao Consumidor
O blog não poderia deixar de falar sobre a inoperância da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA) em Santa Inês, nos últimos dias. Os serviços prestados pela empresa no município nunca foram dignos de elogios, mas desta vez, ultrapassou todos os limites de tolerância e responsabilidade. O centro da cidade está sendo abastecido por meio de carros-pipa. Até a prefeitura está sem água nas torneiras. Fica aqui a nossa indignação e um questionamento: Por que o Ministério Público ainda não agiu em defesa desses consumidores? 





Mapa da Droga
Agora uma notícia confortável - mas, ainda longe do ideal para o bem estar da população de Santa Inês. De acordo com pesquisa realizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), o consumo de crack na capital do Vale do Pindaré é considerado baixo. O mapa do consumo da droga no país está disponível no site da CNM, por meio do sistema Observatório do Crack.


"A questão do uso de crack é uma situação que se apresenta como mais um desafio 
para a gestão municipal. Uma realidade muito dinâmica, que vem afetando todos os 
segmentos da sociedade, trazendo com ela uma larga variedade de conseqüências 
sociais e econômicas para os gestores municipais e a sociedade" - Trecho do relatório da CNM


Mais atrasos em Pindaré
Em Pindaré, as reclamações dos servidores públicos municipais ainda estão diretamente ligadas a atrasos salariais. Servidores da Saúde nunca receberam os vencimentos relativos ao mês de dezembro de 2012. Também estão pendentes anuênio e insalubridade. Toda semana é a mesma ladainha: na quarta-feira sai. Até agora nada. Os servidores esperam que a quarta mencionada seja essa do dia 27 deste mês.

Crime Ambiental
Flagrante registrado no último fim de semana em Pindaré
Ainda falando de Pindaré, moradores reclamam do desrespeito de pescadores à Piracema, período de reprodução de peixes. Nos fins de semana, dezenas de pescadores são flagrados pelos moradores subindo e descendo o Pindaré com malhas proibidas durante esse período de desova dos peixes.



Vale ressaltar que a proibição vai até março. Somente é permitida na época da piracema a pesca mediante a utilização de linha de mão ou vara, linha e anzol, carretilha e caniço. Cada pescador poderá capturar por dia, no máximo, cinco quilos de peixes para subsistência de sua família. O Ibama alerta para as punições a quem desobedecer a piracema.Quem for pego em flagrante infringindo a lei terá seus equipamentos de pesca apreendidos, será multado e ainda poderá responder a processo criminal.

Ministério Público em Ação
Depois que o prefeito de Governador Nunes Freire decretou o cancelamento do Edital de convocação dos excedentes do último concurso público daquele município, o Ministério Público orientou os prejudicados a ingressarem com Mandados Segurança afim de garantirem suas vagas. Pela movimentação na Promotoria da Comarca de Gov, Nunes Freire, vem por aí uma enxurrada de recursos.






Prefeitura de Igarapé do Meio convoca servidores contratados para recadastramento

Prefeitura de Igarapé do Meio convoca servidores públicos municipais contratados para recadastramento. 

Abaixo o comunicado oficial da prefeitura:


As mudanças no Sistema de Marcação de Consultas de Santa Inês

26 de fevereiro de 2013


O secretário de Saúde de Santa Inês, Tiago Lima Alves (filho do prefeito Ribamar Alves) visitou a Central de Marcação de Consultas do município na madrugada desta terça-feira (26) e teve uma triste constatação: a aglomeração de pessoas na frente do prédio dormindo sobre calçadas, aguardando o dia amanhecer para marcarem consultas é ainda maior do que o registrado em meses anteriores. O secretário, cercado por dezenas de pessoas, anunciou mudanças no atendimento da Central de Marcação.


Resta saber se, com toda essa carência de profissionais da Saúde no município, as mudanças 
apresentadas, de fato, irão funcionar.

De acordo com Tiago Alves, a partir desta terça (26), todas as consultas e exames marcados na Central de Marcação 
do Centro de Saúde Djalma Marques obedecerão ao novo sistema. Este consiste no agendamento de todas as consultas solicitadas, compondo assim uma lista de espera para consultas e exames, visando extinguir as filas e a venda de senhas. 

Lembrando a todos que:

Todos os usuários, quando da marcação, deverão portar documentos de identificação, Cartão SUS e o encaminhamento da consulta e/ou exame a ser realizado;

Consultas e exames só deverão ser agendadas pelo titular, e na impossibilidade do mesmo estar presente, o substituto deverá apresentar documentos que comprovem o parentesco;

Quando menor de idade, as consultas deverão ser agendadas pelos pais com a devida comprovação de filiação;

Quando portador de deficiência física, idoso ou gestante, o atendimento é preferencial, obedecendo às quantidades estimadas e reservadas para tal prioridade.

Por Notas do Daniel Aguiar
Com informações e da Secretaria de Saúde de Santa Inês
Fotos/Divulgação


Ribamar Alves é eleito presidente do CONLAGOS

(Foto: José Raimundo Rodrigues)
O prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves (PSB), foi eleito presidente do Consórcio da Região dos Lagos Maranhenses (CONLAGOS). A votação ocorreu na tarde desta terça-feira (26), em São Luis. Alves venceu por 7 votos a 6 o prefeito do município de Matinha, Marcos Robert. 

Tá explicado o porquê da pressa do prefeito em enviar para a Câmara de Vereadores de Santa Inês Projeto de Lei sobre a participação do município no CONLAGOS. Os vereadores votaram e aprovaram em regime de 'urgência, urgentíssima', afinal, a eleição para a presidência seria nesta terça-feira.

Momentos de tensão durante assalto em Santa Inês

(Imagem/Reprodução:TV Mirante)
Cinco pessoas viveram momentos de tensão em Santa Inês, MA. Eles foram trancados nos fundos de um restaurante por assaltantes, que fugiram levando o carro do proprietário do local.

O comerciante contou que dois bandidos armados invadiram o estabelecimento, na Av. Castelo Branco, naquela cidade. Ele foi rendido, assim como as outras pessoas que estavam no local, e levados para os fundos do restaurante.

Segundo o dono, os assaltantes mandaram todos deitarem no chão, pediram os celulares e ameaçaram atirar. O comparsa já estava com as chaves do carro, esperando para fugir, quando o outro trancou as pessoas no local e levou a chave e os celulares.

A vítima diz que não reagiu ao assalto, mas conseguiu saltar pela janela sair em tempo de ver os assaltantes virando a a esquina com o veículo. O dono do carro contou que chegou a procurar o posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para fechar o cerco.

O carro roubado tem placa de Santa Inês. Qualquer informação deve ser passada à polícia pelo 190, ou à PRF no telefone (98) 3653-2702. Clique aqui para ver a reportagem no vídeo.


Do Imirante.com

Falsa enfermeira rouba bebê em hospital de Alto Alegre do MA

Uma mulher é suspeita de levar um bebê recém-nascido do Hospital Estadual de Alto Alegre do Maranhão, nesta segunda-feira (25), por volta das 13h. De acordo com Regilene de Almeida Rodrigues, funcionária do hospital, a mulher teria dito à mãe do bebê, identificada como Deusiane Costa Morais, que era enfermeira e que levaria o bebê para o centro cirúrgico, mas, minutos depois, desapareceu.


O bebê - uma menina - nasceu após parto cesariana, na noite de domingo (24).

A falsa enfermeira tem aproximadamente 35 anos, cor morena e estava usando um vestido lilás.

Na fuga, a falsa enfermeira pegou um mototáxi até a BR-135. Em seguida, ela entrou em um carro modelo Gol, que faz linha para outras cidades.

Segundo relatos do guarda do hospital, a falsa enfermeira estava acompanhando as mulheres que pariram e tiveram alta no período da manhã.

Qualquer informação, pode ser repassada para os telefones (98) 3638-1380 ou (98) 9100-3367. Ou para o Disque-Denúncia, no 3223-5800 (capital) e 0300 313 5800 (interior).

A polícia está investigando o caso.

(Do Imirante.com)

Prefeito de Gov. Nunes Freire revolta concursados

25 de fevereiro de 2013


O jovem prefeito de Governador Nunes Freire, Marcel Curió (PV), é mais um dos novos gestores que cometeram o erro de brigar com concursados já no início do mandato. O inexperiente Curió, possivelmente seguindo ordens do pai dele, o ex-prefeito de Turilândia, Domingo Curió, anulou por meio de decreto o edital de convocação de excedentes do último certame, publicado em novembro de 2012. 

Revoltados, concursados entraram em contato com o blog e relembraram o compromisso firmado com o então candidato do PV durante a campanha. Em reunião realizada no dia 1º de outubro de 2012, Marcel teria prometido dar posse aos excedentes, caso fosse eleito. Convenceu os mesmos a votar nele. 

Marcel Curió, em reunião de campanha (Foto: Blog do Italo Diniz)
Depois de eleito, o prefeito usou como alegação, entre outras, que a nomeação de centenas de candidatos excedentes às vésperas do fim do mandato do ex-prefeito não pode ocorrer sem que tenha havido um estudo sobre os impactos financeiros sobre a folha de pagamento ou, ao menos comprovada a necessidade das nomeações. Agora Marcel não vê necessidade de dar posse aos classificados como excedentes. Agora ele já é prefeito..

O decreto é datado do último dia 20 e foi publicado nesta segunda-feira (25).

(Imagem: Blog do Jarivânio)

Prefeito de Zé Doca tem 48h para pagar servidores com salários atrasados


O prefeito de Zé Doca, Alberto Carvalho Gomes, juntamente com os secretários municipais de Administração, Carlos Alberto Cutrim e de Educação, Wdson Mendonça; além do Gerente do Banco do Brasil de Zé Doca, foram notificados na manhã desta segunda-feira (25), da nova decisão judicial que determina o pagamento dos salários atrasados dos servidores contratados da educação e do terço de férias dos professores efetivos no prazo de 48 horas.

Na Ação Civil Pública diz ainda que sejam efetuados também os pagamentos em atraso dos servidores que estão vinculados a programas do Governo Federal, cujos recursos já estão disponíveis em conta do município, como o Programa Projovem Trabalhador, PSF – Programa Saúde da Família e o Nasf – Núcleo de Apoio à Saúde da Família, dente outros. Também determina o pagamento dos médicos que prestaram serviços no Hospital SESP, cujos recursos também estão em conta do município.

A determinação requer também o pagamento do terço de férias dos professores referente dezembro/2012 e os três meses de salários atrasados dos servidores contratados referentes a setembro, outubro e novembro de 2012, ora vista que o município se encontra com recurso disponível em conta.

De acordo com o Ministério Público, apesar do Prefeito Municipal se comprometer perante a magistrada e perante a Promotora de Justiça a regularizar o pagamento de todos os servidores municipais até o dia 31 de março (Veja aqui a matéria), não entende o motivo que o prefeito até o momento não efetuou nenhum pagamento, já que existe saldo bastante nas contas bancárias do município suficiente para o pagamento de diversos servidores. Contudo o prefeito, inexplicavelmente, não remete as folhas de pagamento para o que o Banco do Brasil possa efetuar os créditos nas contas dos servidores.

Na decisão da Juíza da 1ª Vara da Comarca de Zé Doca, Dra. Denise Pedrosa Torres, se o prefeito não cumprir voluntariamente a decisão judicial, há que se adotar mecanismos eficientes para que tal decisão seja efetivada. No caso, outra medida não pode ser tomada senão a intimação do município para que encaminhe as folhas de pagamento à agencia bancária no prazo de 48 horas, sob as penas do crime de desobediência, inclusive condução coercitiva dos notificados para que seja lavrado TCO pelo crime de desobediência. Caso essa medida também não seja efetivada, saída não há senão a determinação ao Banco do Brasil para que o pagamento dos servidores seja feito considerando a folha de pagamento referente ao último mês informado pelo município.

Do Blog do Maycon Alves
Editado por Notas do Daniel Aguiar
Leia abaixo nota da diretoria do SINDSEP/ZD publicada no Facebook
"SERVIDORES MUNICIPAIS DE ZÉ DOCA: VENCEMOS.

A Justiça acatou o pedido do Ministério Público e determinou o pagamento do 1/3 adicional de férias aos professores pela Prefeitura no prazo de 48 horas.
Por sua vez, o pedido do Ministério Público foi fruto do oficio produzido pelo SINDSEP/ZD e subscrito por vários professores do município que pedia o pagamento do 1/3 adicional de férias referente ao mês de dezembro de 2012.
A Promotoria recebeu o oficio e anexou a Ação Civil Pública que pedia a regularização dos salários atrasados.
Com esta decisão os professores devem receber suas férias até a quarta-feira desta semana.
Mais uma vez o SINDSEP/ZD prova que com a união e a organização dos servidores somos mais fortes e conseguimos assegurar nossos diretos.

Parabéns servidores! Vencemos uma batalha, mas a luta continua.

Atenciosamente,

A Diretoria."

Cúpula do PC do B reprova declarações de Ribamar Alves



Ribamar Alves (PSB)

A cúpula do PC do B não gostou das declarações do prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves, sobre o tratamento pífio que o PSB está recebendo na Prefeitura de São Luís. 

Ribamar Alves tem reclamado, e muito, da falta de espaço na gestão da capital.

O PC do B, claro, discorda do prefeito. Mas, convenhamos, não está definido quem é quem e quem faz o que no grupo de auxiliares mais próximos do prefeito Edivaldo Júnior. E o chega-pra-lá é frequente no La Ravardière. 

Com informações da coluna Estado Maior - Jornal O Estado do Maranhão
Texto editado por Notas do Daniel Aguiar

Quem é o líder do governo na Câmara de Santa Inês?

Orlando Mendes foi escolhido pela maioria dos colegas. Batista de Biné auto-intitulou-se líder
Na última quinta-feira (21), vereadores situacionistas votaram entre si para escolher quem seria o líder do governo municipal na Câmara. A maioria decidiu que o mais bem preparado para assumir a tarefa é o vereador Orlando Mendes (PDT). O pedetista teria contado, inclusive, com indicação pessoal do prefeito Ribamar Alves (PSB). Mas, a decisão parece não ter agradado ao colega vereador Batista de Biné que sequer participou da votação.

No dia seguinte, dia de sessão ordinária, o inconformado e, aparentemente, enciumado com a decisão da maioria, Batista de Biné, foi à tribuna e se auto-intitulou líder do governo naquela casa. O comunicado surpreendeu a todos.

Orlando Mendes usou a tribuna logo depois de Batista e preferiu não alimentar o clima tenso e constrangedor criado pelo colega. Mendes apenas disse que Biné se auto-intitulou líder do governo, mas não houve delongas.

O clima entre os 10 vereadores da situação não está lá essas mil maravilhas. Disputas internas e medíocres sobre quem é o mais querido do prefeito ocorrem dia após dia desde a eleição da mesa diretora. Há quem diga, também, que está no governo, mas não é valorizado pelo grupo que defende.

Se Ribamar não abrir olhos e direcioná-los à Câmara de vereadores o quanto antes, ele vai precisar se preocupar muito mais com os dele do que com os que se dizem oposicionistas.

E por falar em oposicionistas, Aldoniro Muniz - irmão de Orlando Mendes - é o líder da oposição.

Concursados de Santa Inês recebem apoio de vereadores

24 de fevereiro de 2013


Finalmente, os vereadores resolveram manifestar publicamente opinião acerca da demora do município para dar posse aos classificados no último concurso realizado em Santa Inês. Uma comissão formada por concursados acompanhou a sessão da última sexta-feira (22), na Câmara em busca de apoio dos parlamentares. Deu certo. Os vereadores ouviram os reclamantes.

Tanto situacionistas como oposicionistas falaram sobre o assunto e disseram apoiar a causa dos classificados. Uns com mais ênfase e outros de modo tímido.

"Para a gente chegar aqui, fizemos uma espécie de concurso. E o que a gente espera? Assumir a nossa vaga" disse Claudinner Uchôa e continuou: "Parece que estão botando panos quentes para atingir um grupo político. Quem paga o pato? O povo, claro! O que é de direito, ninguém pode tirar".

"Por que não chamaram os concursados antes?" quis saber o vereador Batista de Biné. A resposta veio da galeria. "Por que a justiça não permitiu!", gritaram alguns concursados. "Ah, não podia? A gente tem que ir ao Ministério Público cobrar o cumprimento da Lei das Filas..." mudou de assunto o vereador. 

Victor Thágore disse que é inadmissível não dar posse aos concursados. "Não se pode acabar com o sonho de centenas de pessoas"

"Precisamos reunir concursados e a nova comissão de educação desta casa para discutirmos o assunto", sugeriu o vereador Madeira de Melo.

"Estou ao lado dos concursados. Não pensem vocês que estou aqui apenas para defender os interesses do Município", disse a Professora Vera.

Para o vereador Tomás Neto, "os concursados e o povo de Santa Inês precisam de uma satisfação. É uma questão de valorização da dignidade humana". 

Orlando Mendes também quis saber as razões que impediram a posse dos concursados ainda durante a gestão anterior e acrescentou: "fazer um concurso em um ano de eleições pra chamar depois já é complicado. Mas, a minha missão aqui é dizer ao Ribamar que o povo não quer ser humilhado", finalizou.

Creusa da Caixa disse que "as pessoas fizeram concurso para a prefeitura e não para o prefeito A ou B. E essa história de não chamar porque está arrumando a casa não existe. Arrume, mas trabalhe! Nós somos aliados e não subservientes", disparou a vereadora.

"Será esse o compromisso que Ribamar firmou a população? Não chamar os concursados e humilhar o povo?" Quis saber Aldoniro Muniz e continuou: "eu sugiro que a Câmara ceda o departamento jurídico da casa para ficar à disposição dos concursados".

O presidente Franklin Seba criou uma comissão para, segundo ele, "inteirar-se do problema do concurso".

A professora Jaqueline Portela, classificada no concurso, ocupou a tribuna e falou em nome dos reclamantes. "Não há nada que impeça a nossa posse", disse a professora referindo-se a boatos sobre ações judiciais pedindo a anulação do certame. "300 professores tiveram contratos encerrados no fim do ano passado. Então o município precisa empossar concursados, considerando que as aulas começam já na próxima semana. Estamos aqui querendo o apoio dos vereadores", finalizou.

Já nesta segunda-feira (25), concursados participarão de reunião no gabinete do vereador Tomás Martins Neto. O encontro está marcado para as 16h.


Sexta, na Câmara... 22/02/2013


A primeira sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Santa Inês, realizada na última sexta-feira (22), manteve a movimentação registrada na abertura oficial dos trabalhos daquela casa. Galeria lotada e discussão morna, mas interessante, na tribuna.

Um projeto de Lei enviado à Câmara pelo prefeito Ribamar Alves (PSB), instituindo a entrada de Santa Inês como membro do Consórcio da Região dos Lagos Maranhenses (CONLAGOS) foi votado e aprovado por unanimidade. O diretor executivo do consórcio, José Ronald Damasceno, participou da sessão esclarecendo dúvidas dos parlamentares.

O CONLAGOS tem o objetivo de atuar como instrumento de articulação e implantação das políticas públicas voltadas para o desenvolvimento dos municípios a ele consorciados, que abrangem a Região dos Lagos Maranhenses.

Uchôa, Orlando Mendes, Creusa e Tomás Martins cobraram informações sobre o consórcio de modo  mais enfático. O que ficou claro para quem acompanhou a sessão foi que os vereadores não sabiam muita coisa acerca do que aprovaram em regime de "Urgência, Urgentíssima". Alguns pareciam não concordar com a aprovação naquele momento, mas votaram, basicamente, para dar crédito ao prefeito e ao consórcio.

A contrapartida do município participante do CONLAGOS é de 0.5% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). o Pagamento é mensal e, no caso de Santa Inês, em um ano serão pouco mais de 3 milhões de reais.

"Quantas vezes votamos projetos de "Urgência, Urgentíssima" que chegavam aqui às 10h e às 11h já estavam aprovados", lembrou o vereador Orlando Mendes referindo-se à falta de discussão de projetos em anos anteriores. "Toda essa discussão de hoje já é um avanço", finalizou.

Otacília Rios também ressaltou a importância da discussão do Projeto de Lei. "Toda essa discussão é relevante para o município", disse a vereadora.

Antonio Silva também seguiu a linha de raciocínio dos colegas que o antecederam na tribuna."Analisando benefícios que possa trazer para Santa Inês, vejo que é muito importante. Vamos dar credibilidade ao prefeito deste município", disse.

Para a Professora Vera," se não gostarmos sairemos do consórcio. Se for uma coisa boa, vamos aprovar. Meu voto é sim".

"Tudo tem uma desvantagem. Por que não trouxeram o projeto 'pra' gente com antecipação? A gente vai perder 0,5% do FPM mensalmente. A proposta é boa, mas será que vai trazer benefícios? questionou Claudinner Uchôa.

O vereador Tomás Neto citou a situação dos concursados que aguardam posse. "Temos concursados pendentes por que o município alega que falta recursos. 'Poxa' a gente vai pagar 0,5% do FPM ao CONLAGOS", disparou o vereador.

"Votei a favor, mas vai sair caro", lamentou a vereador Creusa da Caixa. O presidente da casa, Franklin Seba interrompeu o discurso de Creusa dizendo: "É preciso plantar para depois colher os frutos, vereadora" ao que Creusa rebateu: E pelo visto, a semente será bem regada... com os nossos recursos", espetou.

Aldoniro Muniz disse que apesar de não ser contra o projeto, não concordou com a dispensa dos tramites legais. "Mesmo sendo de urgência, teríamos 45 dias para apreciação. Afinal, estamos discutindo um projeto que vai tirar 0,5% do nosso dinheiro", disse.

Para o vereador Víctor Thágore, como membro do consórcio, Santa Inês pode ser beneficiado com a construção de um hospital macrorregional. Também ter expandido o a cobertura do programa Saúde da Família que, segundo o vereador, atualmente cobre apenas 50% da população de Santa Inês.








Esquerda, só no papel

Raimundo Borges - Coluna: Bastidores - O Imparcial - 22/02/2013
Partido Socialista Brasileiro (PSB) é dono de uma das histórias mais ricas da politica brasileira, nascido em 1947 como integrante da esquerda. Após a volta da democracia pós-ditadura militar, o PSB recuperou a ideologia socialista democrática e o manifesto original.

Nos últimos anos, porém, a exemplo de outras siglas, vem sendo desfigurado ideologicamente, embora sendo o partido que mais cresceu nas ultimas eleições e trilha com Eduardo Campos, seu presidente e governador de Pernambuco, rumo a disputa presidencial de 2014.

No Maranhão o partido tenta abrir espaço, mas esbarra nas divergências internas e nas coligações de pouco resultado. Como a essência de qualquer partido é o poder, ao PSB maranhense falta uma diretriz que o torne forte.

O prefeito de Santa Inês Ribamar Alves, que deixou para o PPS dois anos de mandato na Câmara dos Deputados, reclama barbaridade da falta de espaço na gestão da capital, onde ele foi o condutor do partido na coligação com o PTC, de Edivaldo Holanda Júnior.

O vice prefeito de São Luis, Roberto Rocha, presidente do Diretório Municipal do PSB, lançou-se na disputa do senado em 2014, pelo visto sem o apoio de Ribamar Alves, que o trouxe do PSDB para o PSB em meados de 2012, achando que seria o escolhido pelo chamado consórcio de candidatos.

Anteontem, o deputado Marcelo Tavares, disse a coluna BASTIDORES que o tio dele, José Reinaldo, membro da executiva do PSB, é candidato a senador em 2014. Ao contrário de Roberto Rocha, que buscou apoio de Eliziane Gama, do PPS (e líder da Via Alternativa Popular), o ex-governador aguarda o que Eduardo Campos vai decidir. Se sair candidato a presidente, ele, certamente, terá que despistar Flávio Dino (PCdoB), que dificilmente não estará no palanque de Dilma Rousseff.


Aulas do ensino fundamental em Santa Inês iniciam nesta segunda, 25

As aulas da rede municipal de ensino do município de Santa Inês terão início nesta segunda-feira, 25. É o que afirma a secretária de Educação da Prefeitura de Santa Inês, Ednalva Alves Lima.

Segundo a secretária, todos os alunos das escolas municipais - tanto da zona rural quanto na zona urbana -  devem comparecer no horário para o qual se matricularam para iniciarem o período letivo.

Ednalva Alves disse ainda que algumas escolas ainda estão em reforma e por isso as aulas iniciarão no decorrer da semana, exceto a escola Inês Galvão, na Rua das Cajazeiras, onde as aulas iniciam somente na próxima segunda-feira, 4 de março. 

(Departamento de Comunicação do Gabinete da Prefeitura)

Notas Rápidas...21/02

21 de fevereiro de 2013



Salários Atrasados -
Servidores públicos municipais de Pindaré estão revoltados com o silêncio da prefeitura quando o assunto é pagamento de salários atrasados. De acordo com denunciantes, não há data prevista para o pagamento e nenhuma explicação por parte da nova gestão.
Atenção Walber, receba os servidores e dê uma satisfação aos mesmos.

Salários Atrasados II
Falando em atraso de pagamento, a prefeitura de Santa Inês resolveu romper o silêncio e se manifestar sobre o assunto. Segundo o chefe de gabinete, Wady Hadad Neto - em entrevista à TV Remanso -, o problema é resultado do desaparecimento de documentos da prefeitura. Algo que, se for verdade, a equipe de transição não teve competência para evitar.

O certo é que parte dos servidores já recebeu os vencimentos atrasados nesta quinta-feira, 21. A outra parte deve ser paga ainda nesta sexta-feira.

Salários Atrasados III
E falando em desaparecimento, em Bom Jardim comerciantes já estão chiando por causa do 'sumiço' do dinheiros no centro comercial. Até mototaxistas reclamam da queda no número de fretes. Assim como em Pindaré, a prefeitura de Bom Jardim não dá nenhuma satisfação sobre o atraso salarial de servidores públicos municipais. 

Líder do Governo
Ao que tudo indica, o líder do governo na Câmara de Vereadores de Santa Inês será o pedetista Orlando Mendes. A experiência do parlamentar de seis mandatos e o entrosamento político com os demais colegas devem ser significativos para a escolha. 

Orlando Mendes deve ser o líder do governo na Câmara
Embates na Câmara?
Nesta sexta-feira (22) será realizada a primeira sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Santa Inês (a primeira foi solene). 3 Comissões Permanentes devem ser criadas e solicitações de vereadores apreciadas em plenário (Veja matéria aqui). Outro ponto alto da sessão será a participação de concursados que irão cobrar o apoio dos vereadores. Resta saber como os membros da casa se comportarão diante do assunto. Afinal, agora não dá mais para fingir que não sabem. É preciso tomar partido.

Agilidade
A agilidade da prefeitura de Santa Inês chega a encher o peito de uns e outros de orgulho. O Notas do Daniel Aguiar publicou matéria na madrugada desta quinta-feira (21) sobre o novo modelo do site da prefeitura e questionou a ausência da opção 'Transparência', no site. O problema foi resolvido poucas horas depois. Como dito na matéria, o sítio está apenas em fase de testes. Mas, a agilidade é digna de elogios.

Vai ou não vai?
Quando os concursados pensam que "agora vai..." um balde de água fria é despejado sobre eles. Desta vez, a titular da 1ª promotoria da Comarca de Santa Inês fez tudo o que os que se dizem prejudicados queriam. Chamou o prefeito, disse que o concurso é legal e deu prazo para o gestor se pronunciar e dar posse aos classificados no último concurso público de Santa Inês. 

O problema é que Ribamar Alves parece não ter engolido a história e, ao que tudo indica, vai continuar tentando anular o concurso. Desta vez, via outras esferas. Mas, para isso, terá que comprar briga, também, com a 1ª promotoria de Santa Inês. 






 

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags