24 de julho de 2014

Flávio Dino: A história de um homem de bem



O vídeo publicado no Youtube nesta quinta-feira (24) é um resumo da história e de fatos importantes da vida de Flávio Dino, candidato a governador do Maranhão.

Assista ao vídeo:





24 de julho de 2014 by Daniel Aguiar · 0

Manoel da Conceição, um camponês a serviço do Brasil





Por Marcio Zonta - de Imperatriz (MA) - Brasil de Fato

O tempo de vida de um homem é o período histórico que reflete seu papel na sociedade.

Poucas pessoas resistiram viver por longos anos ameaçados pela morte, na mira de uma arma muitas vezes oculta, mas apontada para aqueles que incidi­ram contra o revés da história política brasileira.

Prestes a completar 80 anos de vida, o maranhense Manoel Conceição San­tos, ou como é chamado pelos compa­nheiros e familiares, Mané da Concei­ção, é um desses personagens vivos da memória do país, que perdurou na luta de classes em diversos momentos.

Começou sua trajetória, “pura mili­tância”, como prefere descrever sua in­separável companheira Denise, orga­nizando em sindicato os trabalhadores rurais que tinham suas pequenas parce­las de terras ameaçadas pelos latifundi­ários em Pindaré Mirim (MA), na meta­de do século passado.

Daí em diante, virou um dos princi­pais líderes camponeses do Nordeste e passou a colecionar histórias, desafetos e companheiros pelo mundo.

Minha perna é a minha classe
Uma das passagens que o marca como pessoa e lutador do povo acontece ainda na pequena Pindaré Mirim. Preocupado com a situação de atendimento precário da saúde no município maranhense, que não dispunha de um médico, contratou um profissional para atender a população no próprio sindicato.

Tal atitude causou a fúria das autoridades locais. No primeiro dia de atendimento, agentes do Estado invadiram o sindicato atirando. Mané foi alvejado com dois tiros de revolver no pé esquerdo e dois tiros de fuzil no pé direito, levando à amputação desse membro.

O policial que atentou contra a vida de Mané, temendo a represália dos camponeses, disse à época que o mandante do ataque era o governador do Maranhão, José Sarney.

Na ocasião, Mané escreveu uma carta, datada de 27 de julho de 1968, do alto de seu leito num hospital em São Luis, firmando uma frase que o identificaria internacionalmente. “Aos que pensam que arrancaram minha perna, quero dizer que se enganam: Minha perna é a minha classe”.

Pós – recuperado, é convidado por entidades da esquerda nacional para uma viagem pela Europa, Oriente Médio e para a China, onde fez um curso de guerrilha.

Na volta, os milicos, insatisfeitos com o itinerário realizado pelo camponês, o esperavam. Foi preso e torturado em di­versas partes do país, por onde peram­bulou por cadeias. Em São Paulo, foi brutalmente espancado sob a supervi­são do então delegado Romeu Tuma na sede do Departamento de Ordem Políti­ca e Social (DOPS).

“Depois de três anos e meio preso, os militares diziam que só tinham duas sa­ídas para o Mané, ou a morte ou ir em­bora do país”, relembra Denise.

O nome do camponês estava em di­versas listas de comitês internacionais que lutavam pela libertação de presos políticos no Brasil.

Solto, em 1975, vai para o exílio na Suíça, tendo como companheiro Paulo Freire. Ambos organizavam refugiados políticos na Europa e denunciavam as atrocidades do governo militar.

Anistiado em 1979, volta ao país e, para quem acha que Mané tinha can­sado, “é um dos principais protagonis­tas pela retomada da luta de terra no Maranhão”, rememora Valdinar Bar­ros, coordenador do assentamento Vi­la Conceição.

Dessa forma, ajuda a organizar os principais sindicatos rurais combati­vos, além de levar o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) para a região.

“Manoel da Conceição ainda contri­buiu na organização de entidades im­portantes no cenário nacional, co­mo a Central Única dos Trabalhado­res (CUT), o Partido dos Trabalhadores (PT) – o camponês é o terceiro a assinar a ata de fundação do partido – e o Cen­tro de Educação e Cultura do Trabalha­dor Rural (CENTRU)”, elenca o histo­riador Raimundo Lima dos Santos.

Embora encharcado de uma vida, que por si só se confunde com o último pe­ríodo da história do país, Mané recebeu a reportagem do Brasil de Fato sere­no, lúcido, porém cego de um olho e com um problema de saúde que acomete sua memória. Os médicos dizem ser conse­quência de um Acidente Vascular Cere­bral (AVC), além das várias pancadas que levou de seus inimigos na cabeça.

O local do encontro para a entrevista é a Vila Conceição, a primeira ocupação de terra no Maranhão, em 1987, tendo o camponês como um dos líderes da ação. Sob uma tarde quente, na cidade de Im­peratriz e uma ventania que sopra, mas não ameniza o calor da biografia de Ma­né da Conceição.

Sentado, com uma postura firme, apesar de fazer uso de prótese na perna direita, parece deixar um recado. Hoje, não tendo mais como guardar sua pró­pria história “entrego-a à minha classe para que outros dêem continuidade à minha vida”.

Brasil de Fato – Qual o significado da terra para o camponês?

Manoel da Conceição – A terra é pa­ra servir a vida, a base de uma socie­dade humana e fraterna. Olha hoje es­se assentamento que nós estamos, to­do mundo com sua terra para produzir e não morrer de fome.

Quando o senhor se engaja na luta pela terra?

Eu nasci em 1935, na região da Pedra Grande no Maranhão e lá minha famí­lia já tinha problema com os fazendei­ros. Mas, eu comecei a luta pela terra em 1957, em Pindaré Mirim, porque ti­nha uma contradição com os fazendei­ros. Eles soltavam os gados para comer a roça das famílias. Tínhamos um le­ma: “O gado que come roça, come ba­la”, matávamos o gado todinho e distri­buía para as famílias camponesas.

Essa é primeira constatação que havia interesses distintos entre camponês e latifundiário?

Sim, era a figura do dono da terra e os despossuídos do chão. Nunca pode­mos acreditar que um dia os latifundi­ários vão se arrepender das atrocidades que cometem contra os trabalhadores rurais. “Para os inimigos a nossa força, para os companheiros, compreensão”. Esse era outro lema dos camponeses, que começavam a se organizar em sin­dicatos rurais na década de 1960 no in­terior do Maranhão.

É o tempo da luta embrutecida?

Essa era a fase daquela música [co­meça a cantar: “O Risco que corre o pau corre o machado, não há o que temer, aquele que manda matar também tem que morrer. Eu já tenho machado fal­ta só botar a cunha, e fazer a moda ga­to, dar o tapa e esconder a unha. Nós es­tamos em guerra, o lado de lá já decre­tou, pois já pagou pistoleiro para matar trabalhador. É a nossa proposta, pois a gente quer ganhar, se matarem um da­qui, dez de lá vamos matar...”]

Tem me morrer e matar para mudar as coisas. A luta de classes é assim, extre­mamente violenta. Quem está no poder não quer sair e quem não está quer en­trar. Para mudar o rumo da política, só o enfrentamento. Ao longo desses anos, mataram muitos camponeses, mas nós também derrubamos do lado de lá. E sei que muita gente ainda vai morrer por causa da luta pela terra no Brasil.


Como o senhor conseguiu chegar aos 80 anos nesse contexto violento?

Sempre disseram que eu era um ma­tador a sangue-frio, mas nunca matei ninguém, somente me defendi. O que eu mais fiz na minha vida foi destruir o latifúndio e fazer com que os pobres pu­dessem se apoderar da terra.

Quais são os desafios da luta pela terra atualmente?

São muitos, a bandeira pela reforma agrária é uma a ser utilizada pelos cam­poneses. Mas, a formação é outro ca­minho importante. Temos que formar quadros na cidade e no campo. O tra­balhador e a trabalhadora precisam to­mar conhecimento sobre o mundo. Eu não tinha formação nenhuma quando eu era adolescente, só fui adquirir cons­ciência política na juventude. Naque­la época, tinha muito companheiro que não tinha clareza das coisas e nós tínha­mos que fazer um trabalho de formação para que os camponeses entendessem que aquela disputa pela terra, ou a lu­ta contra o latifúndio, era para fundar uma nova sociedade, que melhoraria para muitas pessoas.

O senhor é um dos fundadores do PT. Está decepcionado com o partido, que apoia a oligarquia Sarney no Maranhão?

Não vou largar o PT agora, ainda exis­te possibilidade de mudanças.

Qual a sua relação com Sarney?

O Sarney fez uma campanha com um discurso bonito em 1966 para go­verno do Maranhão. Eu acreditei ne­le e os camponeses em geral apoiaram sua candidatura, principalmente no te­ma da reforma agrária. Mas quando foi eleito, combateu com bastante violên­cia as ações dos camponeses no Mara­nhão. Eu cortei todas as relações que eu tinha com Sarney há muito tempo. Ele nunca mais me procurou também.

O senhor se lembra da viagem que fez a China na década de 1960?

Sim, viajei por vários lugares do país chinês. Não encontrei com Mal Tse Tung, ele estava muito atarefado, tive muita vontade de vê-lo, mas apenas tro­camos mensagens via seus assessores.

Que mensagem o senhor deixa aos camponeses que reivindicam a reforma agrária no Brasil?

Ainda hoje eu penso: se a gente es­quecer de lutar pela terra nós estamos indo pelo caminho errado, tem que con­quistar a terra sabendo o que vai fazer com ela. Uma coisa que nós consegui­mos compreender em todo esse tempo de luta é que a terra é um bem comum e não pode ser destinada a quem somen­te quer ganhar dinheiro.

O que faz um homem que chega aos 80 anos com tanta história?

Entrego-a à minha classe para que outros dêem continuidade a minha vida.



Título original: 'Um camponês a serviço do Brasil'
(Colaboraram Charles Trocate e Ber­nardo Trocate)
(Foto/Marcelo Cruz)


by Daniel Aguiar · 0

Lula acompanhará Lobão Filho em três cidades


Lobão Filho (PMDB) garante: o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) virá ao Maranhão ainda este mês para campanha do candidato a governador. O petista estará em comício em São Luís, Imperatriz e mais uma cidade do leste do Maranhão, em data ainda a definir. A vida de Lula será o start para Lobão dar volume de campanha na capital maranhense, enquanto isso, a prioridade continua sendo o interior do estado.

“A vinda do Lula é fundamental. Ele deu importantes idéias para o programa de governo, inclusive ajudou na elaboração do Programa de Aceleração do Maranhão (PAM)”, aponta Lobão, referindo-se a proposta de ações direta entre o Governo e os municípios maranhenses.

No itinerário, Lula passará por Imperatriz e seguirá para o Leste do Maranhão, a cidade ainda está sendo definida, entre as opções Caxias e Timon. Por último, virá a São Luís. “Aí faremos um grande comício. Iniciando a campanha de ocupação de São Luís”, explica o candidato.

Até agora, a coordenação de campanha tem priorizado o interior do estado. Segundo a assessoria de Lobão, esta é uma demanda dos prefeitos aliados – a totalidade de 186 gestores municipais – e partidos da coligação.

Desde o inicio da campanha já foram visitadas 16 cidades, a previsão é que de quinta-feira (24) até domingo (27) a campanha passe por mais 17 cidades. “Temos o apoio de 186 prefeitos, mas pretendemos visitar os 217 municípios do Maranhão”, informa Lobão.

Na programação, além do diálogo com lideranças políticas para adquirir apoio, Lobão realiza comícios, caminhadas e carreatas.

Dilma
A vinda da presidente Dilma ainda não foi acertada. Mas a assessoria do candidato lembra que dois dos três prefeitos que compõem a Coordenação de Articulação Federativa – grupo formado por prefeitos em cada Estado – são aliados de Lobão Filho (Gil Cutrim, prefeito de São José de Ribamar, e Iracema Vale, prefeita de Humberto de Campo), o que facilitaria o diálogo com a presidente.


by Daniel Aguiar · 0

Operação retira produtos piratas das ruas de Santa Inês



Do G1 MA
Operação realizada pela Polícia Militar, Polícia Civíl, Ministério Público e Conselho Tutelar retirou das ruas de Santa Inês vários produtos pirateados e crianças e adolescentes que estavam trabalhando.


Os suspeitos de explorar a mão de obra infantil e de vender material pirata foram detidos e conduzidos para a Delegacia Regional de Santa Inês, entre adultos e adolescentes.


Produtos sem nota fiscal e cds e dvds piratas também foram recolhidos. A operação aconteceu na Rua do Comércio e em outros pontos da cidade. "O fato de vender já é um crime por si só, ainda mais utilizando crianças, que implica em outra pena", explicou Frank Teles, promotor.

A principal intenção é combater o envolvimento de crianças e adolescentes em atividades ilicitas. No terminal rodoviário da cidade, um menino de 11 anos foi flagrado cuidando de uma vitrine de produtos piratas.

Oficinas mecânicas também foram visitadas. O promotor Marco Antônio Amorim orientou os donos a dispensarem os funcionários menores de idade. De acordo com o promotor, não há justificativas para manter crianças trabalhando. "A gente que muitas vezes os pais estão desempregados ou possuem um subemprego, porque já são vítimas desse sistema, porque trabalharam enquanto crianças. Nossa intenção é romper com esse ciclo, através de entidades parceiras, porque isso tira a infância e juventude dessas pessoas", disse Marco Antônio Amorim, promotor.

(Fotos/Reprodução/TV Mirante)

by Daniel Aguiar · 0

Liceu Maranhense comemora 176 anos de fundação



O C.E. Liceu Maranhense, escola da rede pública estadual de ensino estará comemorando nesta sexta-feira (25) seu aniversário de 176 anos de trabalho pedagógico voltado para formação educacional de jovens maranhenses. A solenidade ocorrerá às 9h, no auditório da escola, no Centro.

Ocasião em que será entregue à comunidade um bicicletário, espaço proposto pelos alunos do Grêmio Estudantil Aluísio Azevedo com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da comunidade liceísta e contribuir para a sustentabilidade da cidade.

O Liceu Maranhense é uma tradicional instituição de ensino médio, fundada em 1838, no bairro Centro.

A palavra Liceu vem do grego Lykeion e refere ao local onde Aristóteles ministrava suas aulas e significava “matador de lobos”, este por não concordar com o ensino sofista e platônico difundido na época, fundou sua própria escola, em meados do século IV a.C sendo este nome dedicado ao Templo de Apolo devido à proximidade da escola.

Ao longo da história da Grécia antiga, o Liceu foi o nome dado aos ginásios que preparavam os jovens para a vida com uma formação completa, abrangendo exercícios físicos e intelectuais. Durante o Império Romano, Lycaeu ganhou o sentido de “escola onde os jovens podiam dominar alguns ofícios”. A mesma idéia prevaleceu no Brasil, como prova o Liceu de Artes e Ofícios.

No Maranhão, surgiu a partir da fundação do Seminário diocesiano de Santo Antonio por influência de D. Marcos Antonio de Souza e nesse mesmo ano o então presidente da província do Maranhão, Vicente Thomaz de Figueiredo Carvalho por meio da Lei n° 17, no dia 24 de julho de 1838,.

Nasceu assim o Liceu Maranhense, primeiro colégio público de ensino secundário do estado. Historicamente, é considerado um símbolo de referência na área de educação.

Seduc

by Daniel Aguiar · 0

23 de julho de 2014

MPF/MA quer garantir tempo máximo de espera na CEF em Santa Inês



O Ministério Público Federal (MPF/MA) propôs ação civil pública, com pedido de liminar, contra a Caixa Econômica Federal (CEF) no município de Santa Inês para garantir o tempo máximo de espera para o atendimento aos usuários no prazo de 20 minutos em dias normais, conforme determina a Lei Municipal de Santa Inês nº 394.

Em 2011, a CEF informou que o atendimento realizado pela agência em Santa Inês abarcava diretamente e indiretamente 20 municípios, e por essa razão, a agência era muito procurada e filas imensas se formavam todos os dias. Entretanto, nenhuma providência foi tomada.

Em razão disso, o MPF/MA quer que todo tipo de atendimento aos usuários seja efetuado no prazo máximo de 20 minutos em dias normais e 30 minutos em véspera ou após feriados prolongados, nos dias de pagamentos de funcionários públicos municipais, estaduais e federais, e nos dias de recolhimento de tributos municipais, estaduais e federais. Em caso de descumprimento, a multa diária será superior a R$ 20.000,00 para cada atendimento que ultrapassar o prazo legal.

Além disso, deve ser implantado o sistema de controle na agência, mediante senha a ser entregue ao usuário, contendo o horário do início de atendimento bem como do término, sob pena de multa diária em valor superior a R$ 50.000,00, por dia de descumprimento. Ainda, o MPF/MA quer que a CEF pague indenização por danos morais coletivos em valor não inferior a R$ 200.000,00 revertidos em favor do Fundo Nacional dos Direitos Difusos.

E mais, a CEF deve afixar na agência em Santa Inês cartazes, em locais de fácil visualização, dando ampla publicidade e esclarecendo ao público o tempo máximo de espera pelo atendimento. E, também, informar os meios de contato com o Instituto de Defesa do Consumidor (Procon) e demais órgãos de proteção ao consumidor, de modo a viabilizar eventuais reclamações de descumprimento da obrigação, tudo sob pena de multa diária no valor de R$ 50.000,00 por cada caso de descumprimento noticiado.


23 de julho de 2014 by Daniel Aguiar · 1

Santa Inês: a situação nada confortável de Franklin Seba (SDD)


OPINIÃO - A situação do vereador de Santa Inês,  José Franklin Skeff Seba (Frank Seba - SDD) não é das melhores. Ele sonha em ser deputado estadual, mas a Justiça parece ir de encontro ao devaneio do vereador. A Procuradoria Regional Eleitoral do Maranhão (PRE/MA) manteve o nome do parlamentar de 74 anos na lista de candidatos impugnados, como mostramos aqui nesta semana (PRE/MA confirma lista de candidaturas impugnadas).



Contra Seba pesa uma condenação criminal transitada em julgado, ou seja, teoricamente, ele é inelegível. A informação está no DivulgaCand e a contestação do registro de candidatura de Seba foi feita pelo próprio Ministério Público Eleitoral (MPE). 


Apesar da dificuldade em conseguir manter a candidatura, o vereador, nascido em Bacabal, vai lutar até o fim pelo direito de disputar uma vaga na Assembleia Legislativa. Ele é guerreiro e isso é incontestável! Inclusive, Seba pretende colocar a campanha nas ruas esta semana. Quanto a isso, ele tem direito assegurado até que seja julgado pelo TRE e o resultado seja negativo.

Somente para efeito de informação, Franklin Seba não declarou os bens ao TRE - pelo menos, o que aparece no site DivulgaCand é a seguinte frase: "Não existem bens a divulgar".

Quanto ao limite de gasto previsto para a campanha, o parlamentar disse que deve gastar até R$ 2 milhões.   


Acompanhamento processual e Push

Pesquisa | Processos Cadastrados | Alterar Dados | Logout | Daniel Aguiar

Obs.: Este serviço é de caráter meramente informativo, não produzindo, portanto, efeito legal.
PROCESSO:RCAND Nº 50785 - Registro de Candidatura UF: MA
TRE
Nº ÚNICO:50785.2014.610.0000
MUNICÍPIO:SÃO LUÍS - MAN.° Origem:
PROTOCOLO:128352014 - 05/07/2014 18:39
REQUERENTE(S):COLIGAÇÃO MUDANÇA PARA UM NOVO MARANHÃO (PP / PROS / SD / PPS)
CANDIDATO:JOSE FRANKLIN SKEFF SEBA, CARGO DEPUTADO ESTADUAL, Nº: 77333
IMPUGNANTE(S):MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL]
IMPUGNADO(S):JOSE FRANKLIN SKEFF SEBA
IMPUGNADO(S):COLIGAÇÃO MUDANÇA PARA UM NOVO MARANHÃO
RELATOR(A):DESEMBARGADORA ALICE DE SOUSA ROCHA
ASSU NTO:REGISTRO DE CANDIDATURA - RRC - CANDIDATO - CARGO - DEPUTADO ESTADUAL - IMPUGNAÇÃO AO REGISTRO DE CANDIDATURA - 2 INELEGIBILIDADE - CONDENAÇÃO CRIMINAL TRANSITADA EM JULGADO - INDEFERIMENTO DO REGISTRO
LOCALIZAÇÃO:SEDAP-SEÇÃO DE GERENCIAMENTO DE DADOS PARTIDÁRIOS
FASE ATUAL:21/07/2014 10:33-Juntada do documento nº 14.897/2014

by Daniel Aguiar · 7

22 de julho de 2014

Secretaria de Agricultura de Santa Inês disponibiliza minibiblioteca



“Não só dar a isca, mas ensinar a pescar”. Este ditado popular serve muito bem para exemplificar a forma de trabalho que vem sendo desempenhada pela Secretaria de Agricultura, Pesca e Pecuária de Santa Inês. Como todos sabem, o conhecimento senão a maior, é uma das principais riquezas que o ser humano pode obter. Por isso, a Secretaria de Agricultura não só oferece estruturação física e viabilização do setor, como se preocupa veementemente em capacitar, principalmente, os produtores da agricultura familiar.

A Secretaria disponibilizou nesta terça-feira, 22, uma minibiblioteca. Segundo o Secretário, Fabrício Morais Filho, agora, além de mais um elemento para incrementar os cursos oferecidos pela Secretaria, a minibiblioteca ficará à disposição da comunidade como fonte de pesquisa.

- A pessoa interessada pode usar os livros aqui mesmo na Secretaria ou levar o livro para casa, mediante cadastro. Ao fazer o cadastro a pessoa receberá todas as instruções de uso deste material – explica o Secretário.


O acervo da minibiblioteca é composto por 120 títulos de publicações impressas, CDs contendo 80 reportagens e 160 programas de rádio. A iniciativa é uma parceria da Embrapa Informação Tecnológica, Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) para solucionar problemas que os agricultores familiares enfrentam para produzir mais alimentos e para melhorar a qualidade desses produtos, garantindo a segurança alimentar e nutricional da família e ampliando a renda.

Fabrício Morais Filho diz que já sabia deste projeto e fez pedido da minibiblioteca junto a Embrapa no mês de abril do ano passado. Mas, devido ao processo burocrático, o material só pôde ser disponibilizado agora.

- É um material riquíssimo que abrange todas as áreas de produção do nordeste. Tudo com base em estudos feitos pela Embrapa. A gente fica muito feliz em ter esse material aqui, que servirá para desenvolvermos mais e mais nossa produção – enfatiza.

A Secretaria de Agricultura, Pesca e Pecuária fica no terceiro andar do anexo da Prefeitura, localizado na Rua Wady Haddad, no Centro de Santa Inês. (No antigo Fórum de Justiça).

Texto e fotos: Pepero Caldas

22 de julho de 2014 by Daniel Aguiar · 0

Atemir Botelho reafirma compromisso de Alto Alegre do Pindaré em eleger Lobão Filho


O prefeito de Alto Alegre do Pindaré, Atemir Botelho, participou de almoço em São Luís nesta terça-feira (22) e reiterou apoio ao senador Lobão Filho. O encontro contou com a participação de 60 prefeitos maranhenses, da governadora Roseana Sarney e do candidato ao Senado Gastão Vieira que marcham juntos nessa caminhada. O objetivo, segundo Atemir Botelho, é "unir forças para uma campanha vitoriosa".

Para o candidato ao governo na coligação Pra Frente, Maranhão, Lobão Filho, que conta com a aliança de 18 partidos o movimento é saudável e vai percorrer todo o estado. “Nós estamos mobilizando, motivando e entusiasmando a classe politica em um movimento muito saudável. Estivemos nesse final de semana em 13 municípios, realizamos 21 comícios, 8 carreatas, e sempre com uma energia fantástica vindo de nossos aliados. No próximo final de semana, estaremos visitando mais 17 municípios e, nesse ritmo, visitaremos todo o Maranhão ao longo dessa campanha, retribuindo todo o carinho e apoio que temos recebido”, afirmou .

Questionado sobre o saldo deste início de campanha, o senador Lobão Filho declarou: “Eu estou muito feliz com toda essa demonstração de apoio dos nossos amigos. Tenho me compromissado muito com o povo do meu estado, no sorriso, no olhar, no carinho que eu tenho recebido. Esses pequenos gestos são muito importantes para um politico, porque eles entram em nós como um compromisso selado, quase como um contrato, nesse contrato eu assumo que vou entrar na vida das pessoas e vou modificá-las. Esse é o objetivo dessa caminhada, eu acho que esse é o sentido da política. E por conta disso eu estou muito animado, sinto que estamos começando a campanha com muita força”.

Com informações da Assessoria de Comunicação de Lobão Filho
(Foto/Biaman Prado)

by Daniel Aguiar · 0

Uema abre inscrições para especializações gratuitas





A Universidade Estadual do Maranhão, por meio do Núcleo de Tecnologias para Educação - UemaNet, abre inscrições para cinco cursos de pós-graduações gratuitas, na modalidade à distância. São elas: Ensino da Genética, Psicologia da Educação, Gestão Pública, Gestão Pública Municipal e Gestão em Saúde.

As inscrições acontecem até o dia 9 de agosto de 2014 e podem ser feitas pelo site www.uemanet.uema.br, onde os interessados podem conferir também o edital. Na página o candidato escolhe o curso desejado e preenche o formulário, além disso, deverá entregar até essa data, no Polo da Universidade Aberta do Brasil - UAB, onde o curso será ofertado e em que pretende se matricular, a documentação constante no edital e um currículo simplificado que justifique o interesse pela especialização.

A seleção será realizada por meio da análise do currículo e da documentação necessária. A divulgação do resultado ocorrerá no dia 20 de agosto de 2014 na mesma página de inscrição.

Ambos os cursos terão duração de 18 meses.

Sobre os cursos

Ensino da Genética - São 420 horas e 280 vagas distribuídas nos seguintes polos: Caxias, Codó, Coelho Neto, Dom Pedro, Fortaleza dos Nogueiras, Grajaú, Humberto de Campos, Imperatriz, Porto Franco, Santa Inês, Santa Quitéria, São João dos Patos, São Luís, Timbiras, Bacabal e Açailandia.

Psicologia da Educação - São 450 horas e 310 vagas distribuídas nos polos de: Caxias, Codó, Coelho Neto, Dom Pedro, Fortaleza dos Nogueiras, Grajaú, Humberto de Campos, Imperatriz, Porto Franco, Santa Inês, Santa Quitéria, São João dos Patos, São Luís, Timbiras, Colinas, Timon e Balsas.

Gestão Pública - Com 420 horas, serão ofertadas 235 vagas em oito polos: Coelho Neto, Santa Inês,Santa Quitéria, São João dos Patos, São Luís, Timbiras, Açailandia e Timon.

Gestão Pública Municipal - Com 420 horas, serão ofertadas 85 vagas em três polos: Coelho Neto,Santa Inês e Santa Quitéria.

Gestão em Saúde - Totalizando 420 horas, serão ofertadas 135 vagas em cinco polos: Santa Inês, São João dos Patos, São Luís e Bacabal.

As especializações fazem parte do Programa da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão no âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil - Secad/UAB/Capes.


by Daniel Aguiar · 0

Santa Inês: Educação e suas Tecnologias é tema de congresso realizado pela UAB





O Polo da Universidade Aberta do Brasil em Santa Inês realiza de quarta (23) a sexta-feira (25) a segunda edição do Congresso Multidisciplinar voltado para acadêmicos e profissionais de Educação. O Notas do Daniel Aguiar disponibiliza ao final do post a programação completa do evento.


"Entendemos que promovermos mais um encontro de construção do conhecimento para Santa Inês e região é mais uma contribuição no aperfeiçoamento da dinâmica acadêmica e institucional. Tendo em vista, a consolidação de várias parcerias e o compartilhamento de experiências", disse David Morais, coordenador do Polo Universitário de Apoio Presencial UAB de Santa Inês.

A cordenação agradece ainda a colaboração de parceiros na realização do congresso: 

"Agradecemos ao apoio da Secretaria Municipal de Educação de Santa Inês e à Prefeitura Municipal de Santa Inês por contribuírem na logística do evento , bem como ao Centro de Estudos Superiores de Santa Inês ; ao Núcleo de Tecnologias da Educação da UEMA ; ao Programa de Formação de Professores para a Educação Básica da UFMA e às Paulinas Livraria pela parceria e aparato acadêmico. Ensejamos aos mais diversos acadêmicos(as) e profissionais que estarão participando conosco um proveitoso Congresso", finaliza David Morais.

PROGRAMAÇÃO DO II CONGRESSO DO POLO UAB DE SANTA INÊS 

Tema: Educação e Suas Tecnologias numa Visão Multidisciplinar
Taxa de inscrição: R$ 20,00 . 
Carga horária do evento: 40 h. 
A inscrição poderá ser feita na abertura do evento!

QUARTA-FEIRA ( 23|07 ) – AUDITÓRIO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA INÊS. 

8 h às 12 h – credenciamento 

14 h às 18 h- Mesa de abertura .Presença de convidados(as). Palestra: Interdisciplinaridade: O papel do educador como educador. Palestrante: Joel Sousa( Pedagogo ) . Palestra: Políticas Públicas Inclusivas para Surdos entre a língua de sinais e o implante cocler. Palestrante: Francisco Rokes Leite ( Pedagogo ) . 

QUINTA-FEIRA( 24|07) –AUDITÓRIO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA INÊS- 8 h às 12 h. 

8 h às 9 h - Palestra: Ou Isto ou Aquilo? Práticas Pedagógicas dos Professores de Educação Infantil. Palestrante: Maria Lourdene Paula Costa ( Pedagoga- UEMA ) 

9 h às 10 h -Palestra: Presença virtual e Competências Comunicativas. Palestrante: Prof. Dra. Sannya Rodrigues- UEMA ( Doutora em Multimídias da Educação pela Universidade de Aveiro Portugal) . 

10 h às 12 h– Palestra: A Evolução Histórica da Mulher e a sua Inclusão na Previdência Social. Palestrante: Rosenilde Cavalcante-INSS. 

14 h às 18 h – Oficinas e Minicursos – Escola Municipal Maria Martins Bringel. 

· Ensinar e Aprender com as Tecnologias Educacionais . Ministrante: Isís Monteles – UEMA. 

· Comunicação nas Relações Interpessoais . Ministrante: IdalinaJara Pereira- Paulinas Livraria. 

· Fé e Razão: impasse ou diálogo. Ministrante: Manoel Martins ( Licenciado em Filosofia) 

· Literatura de Cordel : um incentivo à leitura e à escrita. Ministrante: Mirlene Sampaio Pereira- UEMA. 

· A voz feminina no romance maranhense . Uma análise da obra Úrsula de Maria Firmina dos Reis. Ministrante: Joselma Mendes – UEMA. 

· Jogos e Recreações:um mundo todo seu. Ministrante: Sandra Ximenes ( Pedagoga) . 

· Introdução ao desenho. Ministrante: Wenderson Penha. Minicurso voltado apenas para alunos (as) da Escola Maria Martins Bringel. 

SEXTA-FEIRA ( 25|07 ) – AUDITÓRIO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA INÊS

8 h às 10 h–Palestra: o labor do escritor(a) . Academia de Letras de Santa Inês. 

10 h – Palestra: Psicanálise e Educação. Palestrante: Vasni Moura Santos ( Psicanalista e professor ) 

14 h – Palestra: Um olhar sobre o Conceito de Memória e sua relação com a História em Paul Ricouer. Palestrante: Fábio Lima Freitas ( Bacharel em Direito e Historiador ) 

16 h – Palestra: A Dependência Química na Escola e na Sociedade. Palestrante :Vasni Moura Santos ( Psicanalista e professor ) 

17 h – Encerramento do evento. 


by Daniel Aguiar · 0

Filho de Santa Inês expõe arte em madeira na unidade do Sebrae


A unidade regional do Sebrae em Santa Inês abriu espaço, esta semana, para o trabalho do artesão Juvenal Belfort, que se destaca pelo trabalho feito a partir de raízes e galhos de arvores – transformadas em belas peças de decoração.

O artesão Juvenal Belfort mostra o movimento que as suas peças trazem e conta que aprendeu o ofício em uma oficina do Sebrae (Foto/Divulgação)
Um espaço na recepção da sede da unidade foi disponibilizado para mostrar o talento do artista, que valoriza elementos regionais. A maior parte do material utilizado por Belfort é reaproveitada, reaproveitando o que seria naturalmente descartado – ganhando formas variadas e até movimento.

O trabalho criativo e original do artesão vai da confecção de peças bem definidas em linhas retas até o abstrato, com ênfase em móveis em miniatura e peças utilitárias decorativas, evidenciando que a criatividade não tem limite.

O artista, que é filho de Santa Inês, atualmente vive no Amapá, mas viaja por vários estados divulgando a arte em madeira rustica, realizando exposições em feiras, casas de artesanato e eventos organizados pelo Sebrae. Segundo ele, a a instituição sempre foi uma grande parceira, onde já participou de cursos como o “Juntos somos fortes” e “Entalhe em madeira” – que foi onde descobriu que poderia viver da sua arte.

“O Sebrae tem sido importante para o meu trabalho, tanto na minha formação, quanto na questão da comercialização. Foi nos cursos de gerenciamento e nas consultorias oferecidas pela instituição que aprendi a administrar as finanças e ter resultado com o trabalho artesanal”, pontua Belfort que, atualmente, também ministra cursos de arte rústica manual.

Fonte: Gilciléa Marques - Sebrae/Santa Inês


by Daniel Aguiar · 0

21 de julho de 2014

PRE/MA confirma lista de candidaturas impugnadas

A Procuradoria Regional Eleitoral do Maranhão (PRE/MA) concluiu a lista com os nomes dos 23 candidatos impugnados. Cada candidato tem o prazo de sete dias, depois da notificação, para recorrer. Todas as impugnações deverão ser julgadas até dia 21 de agosto, 45 dias antes da eleição.

O último nome acrescido á lista foi o de Hildon Marques, que teve contas públicas rejeitadas pelo Tribunal de contas da União (TCU) e pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Assim como Hildon Marques, a maioria dos 23 candidatos impugnados pela PRE/MA foi com base na Lei da Ficha Limpa.

O Blog disponibiliza abaixo a relação dos 23 candidatos que tiveram suas candidaturas impugnadas pela Procuradoria Regional Eleitoral do Maranhão:



Sobre impugnação
O advogado, especialista em Direito Eleitoral, Flávio Braga, deu uma verdadeira aula sobre a questão da impugnação de candidatura na sua página de Facebook.

O Blog do Jorge Aragão reproduziu alguns parágrafos e recomenda a leitura completa, principalmente para as pessoas que ainda confundem a impugnação de uma candidatura com a cassação do registro dessa candidatura.

“Impugnar um pedido de registro de candidatura significa pugnar contra, oferecer resistência, opor obstáculo ao seu deferimento, buscando excluir da disputa eleitoral o candidato reputado inapto.

Ao contrário do que supõe o senso comum, o candidato impugnado não está automaticamente alijado do processo eleitoral. Essa exclusão só pode acontecer mediante o devido processo legal, com as garantias do contraditório e da ampla defesa. Ao final do trâmite processual, então, a Justiça Eleitoral decide a controvérsia, deferindo ou indeferindo o requerimento de registro de candidatura.

Após a publicação do edital contendo a relação nominal de todos os candidatos, começa a correr o prazo decadencial de cinco dias para o ajuizamento da Ação de Impugnação de Registro de Candidatura (AIRC), que pode ser intentada por qualquer candidato, partido político, coligação ou Ministério Público Eleitoral.

Proposta a ação impugnatória, judicializa-se a matéria, instaura-se a lide e o feito, de caráter originariamente administrativo, converte-se em processo jurisdicional, submetido ao rito ordinário eleitoral estatuído nos artigos 3º a 16 da Lei das Inelegibilidades, cuja dilação compreende 34 dias.”

Ainda restou alguma dúvida?


21 de julho de 2014 by Daniel Aguiar · 0

Santa Inês: O fracasso não foi do ato



OPINIÃO - Foi humilhante! Não para a meia dúzia de jovens inconformados com o governo de Ribamar Alves que participou da mini-manifestação nesse fim de semana. Ao contrário, são jovens que reivindicam melhorias e têm todo o direito de manifestar-se. Foi humilhante para os organizadores que ainda usam a força ideológica e revolucionária de jovens para conseguir atingir objetivos políticos escusos.

O fracasso não foi do ato. A caminhada foi realizada pacificamente e os participantes disseram o que queriam dizer para a comunidade. Chamaram a atenção e, certamente, foram ouvidos pelo poder público. O fracasso é da camada rastejante da oposição de Santa Inês que planejou, inclusive, a realização de um comício na frente da prefeitura. Frustradas, as figuras rastejantes recolheram-se, mas já preparam nova investida prevista para o fim do próximo mês.  


by Daniel Aguiar · 4

Luana Costa e Dr. Tomaz entre os mais citados por eleitores, diz pesquisa




Os números da pesquisa TV Guará/Exata divulgados nesse fim de semana animaram alguns candidatos de Santa Inês. Para ser mais preciso, o candidato a deputado estadual Dr. Tomaz e a candidata a deputada federal, Luana Costa. De acordo com o levantamento, Luana e Tomaz  aparecem entre os mais citados pelos eleitores. 




A pesquisa da TV Guará/Exata foi realizada entre os dias 10 e 15 de julho. Foram ouvidos 1.400 eleitores em 45 municípios do Maranhão. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral com o protocolo BR-00223/2014 e no Tribunal Regional Eleitoral, com o número MA-00022/2014. A margem de erro é de 3,2% para mais ou para menos.

É apenas um levantamento superficial mas, já tem candidato em Santa Inês perguntando para assessores o porquê de ele não aparecer nessas pesquisas. Sabe de nada, inocente!




by Daniel Aguiar · 6