PUBLICAÇÕES RECENTES

Crianças e adolescentes em campanhas políticas

4 de setembro de 2012





O Ministério Público do Maranhão (MPMA) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) reuniram-se, às 14h30, desta segunda-feira, 3, com representantes dos partidos políticos para alertar contra a prática ilegal do trabalho de crianças e adolescentes na campanha política. Uma Notificação Recomendatória conjunta foi expedida pelas instituições alertando contra a prática. Dos 28 partidos convidados, apenas dois – Democratas e PTC – atenderam ao convite. O encontro foi realizado na sede da Procuradoria Regional do Trabalho.

A notificação é assinada pelo titular da 1ª Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude de São Luís, Márcio Thadeu Silva Marques (foto), e pela procuradora do trabalho e titular da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente, Virgínia Neves Saldanha (foto).


No documento, os representantes do MPMA e do MPT recomendam aos presidentes dos partidos políticos e coligações eleitorais que se abstenham de contratar menores de 16 anos para atividades relativas à campanha política como panfletagem, exposição de faixas e pesquisas. O documento também recomenda a imediata paralisação de contratações de crianças e adolescentes para atividades desta natureza.

O próximo passo será o envio da recomendação à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) para efetuar a fiscalização e combater a presença do trabalho de crianças e adolescentes.

Para o representante do PTC – Partido Trabalhista Cristão – Jocerlan Gusmão, um candidato que não respeita a infância não merece representar o povo. “O eleitor precisa ficar alerta”, afirmou. Ele destacou a contribuição dos eleitores para coibir o trabalho ilegal. “Cada um pode ajudar, denunciando as irregularidades”.

A representante do Democratas Roseane Pereira enfatizou a responsabilidade de toda a sociedade no cuidado com o público infanto-juvenil. “Respeitamos o eleitor e isso passa pelo respeito à infância. Lugar de criança é na escola”.

As denúncias contra a exploração ilegal de crianças e adolescentes na campanha política podem ser feitas pelos números (98) 2107-9300 e 2107-9301 (MPT) e 0800-098-1600 (MPMA).

Um comentário

  1. q bom q isso sirva de exemplo para esses candidatos q dizem q ama nossas crianças q a justiça prossece esses mal elementos q dizem seris boas pessoas

    ResponderExcluir

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.

 

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags