PUBLICAÇÕES RECENTES

Médicos cubanos em Santa Inês

15 de abril de 2014



A Secretaria de Estado da Saúde (SES) iniciou, nesta segunda-feira (14), no Hotel Veleiros, em São Luís, o 4º ciclo do Programa Mais Médicos no Maranhão. Ao todo, 22 médicos cubanos estão participando da semana de acolhimento, recebendo informações sobre a realidade dos municípios em que vão trabalhar. "É necessário realizar esse acolhimento, além de mostrar nossa realidade na área da atenção básica", declarou a coordenadora do Mais Médicos, no Maranhão, Isabel Macedo.

Ela explicou que outros 38 médicos cubanos chegarão a São Luís dia 16 de abril, totalizando 561 profissionais ligados ao programa que irão prestar serviços em municípios do Maranhão. "O 5º ciclo é o último garantindo o preenchimento de todas as vagas que foram disponibilizadas para o estado, beneficiando 185 municípios maranhenses que aderiram ao programa", revelou.

Os profissionais vão trabalhar nos municípios de Santa Inês, Carolina, Chapadinha, Tufilândia, Cajapió, Centro Novo do Maranhão, Buriticupu, Governador Eugênio Barros, Maracaçumé, Guimarães, Araioses, Barra do Corda, Balsas, Itinga, Davinópolis, Presidente Dutra e Timon.

O médico cubano, Carlos Alberto Curbela disse que espera realizar um bom trabalho no Brasil. "Já trabalhei em outros países como África e Venezuela e espero que a minha experiência ajude a melhorar a saúde da população brasileira, especialmente aqui no Maranhão", ressaltou.

Para o médico Victor Manuel Velazquez Mirabal, especialista em medicina comunitária e oftalmologia, o Maranhão é um estado que impressiona pela sua extensão territorial. "Estou impressionado com o tamanho do estado e espero que minha experiência em diversas missões como no Paquistão, Venezuela e Bolívia possa ajudar. Temos grande afinidade com os brasileiros, adoramos as novelas brasileiras e é um sonho trabalhar aqui", declarou.

Durante três dias os médicos cubanos vão receber orientações sobre a Política Nacional de Atenção Básica - Estratégia do Maranhão; Situação de Saúde no Estado - vigilância epidemiológica; vigilância ambiental; vigilância sanitária e vigilância do trabalhador; Curso Especialização/UNASUS e Telessaude Brasil Redes; e Assistência Farmacêutica.

Fonte: Secom
Foto/Handson Chagas

2 comentários

  1. o povo é tratado como lixo, mais médicos cubanos brincadeira.
    vivemos em um país de enganação, la em vargem grande teve um cubano que solicitou beta HCG para uma idosa de 82 anos... deve ser porque em cuba as mulheres engravidam até os 100rsrsrs, em barra do corda teve uma que passou medicamento de cavalo em um criança.
    para de enrolação senhores gestores vamos mudar a realidade de nosso país, nosso estado, nosso município, rsrsrsr será pórq os cubanos estão trabalhando so para o SUS e não pra instituição privada? governo medíocre.

    ResponderExcluir
  2. esse blog e partidario nao vejo mais ele.

    ResponderExcluir

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.

 

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags