PUBLICAÇÕES RECENTES

O atraso na entrega de unidades do 'Minha Casa Minha Vida' em Santa Inês

31 de outubro de 2013



Máquinas e operários ainda trabalham nas ruas e avenidas do Residencial Sol Nascente (nas proximidades da Vila Conceição, em Santa Inês). As mil casas populares do programa Minha Casa, Minha Vida que deveriam ter sido entregues há meses permanecem desocupadas. 


No dia 21 de maio deste ano, o prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves, acompanhado pela primeira dama do município, Luana Costa, por secretários municipais e outras autoridades políticas locais visitaram o canteiro de obras do residencial para cobrar das cinco empresas responsáveis celeridade na execução dos trabalhos.

Na ocasião, o proprietário da Viluma Construtora, João Alberto Mota, falou em nome dos demais representantes. Mota disse que os problemas identificados no local estavam relacionados à drenagem da água da chuva. "Já que o período chuvoso está menos intenso, já podemos retomar os trabalhos e corrigir as falhas. Isso será feito imediatamente. Cumpriremos os prazos acertados e assumimos, inclusive, em reunião realizada a superintendência da Caixa Ecônimica Federal".

Em reunião realizada em maio deste ano foram definidas datas para entrega das casas.
Os prazos não foram cumpridos

Os prazos eram os seguintes: 
No dia 31 de julho deste ano a parte de infraestrutura estaria pronta e as casas seriam entregues ao município.

A entrega oficial das casas aos mutuários estaria prevista para o dia 23 de agosto deste ano, após sorteio.

Depois de acordados os prazos, Ribamar Alves fez mais três exigências aos representantes das empresas que vão além do previsto no projeto inicial. O prefeito disse que não receberá as casas se elas não tiverem com piso de lajota. Solicitou que as empresas doassem 2 mil mudas de plantas para arborizar o residencial e que os empresários se unissem para doar 5 kits aos mutuários, compostos pela mobília completa da casa, entre móveis e eletrodomésticos (os kits serão sorteados a 5 mutários). Os donos das empresas concordaram.

A questão é que estamos no fim de outubro e ainda há operários no local.

Mais
Vale ressaltar que a obra custou cerca de R$ 37 milhões aos cofres públicos (verba federal) e que Santa Inês foi beneficiada com mais 2.500 unidades que devem ser construídas nas proximidades do bairro Santa Filomena.

4 comentários

  1. O PREFEITO Ñ QUER QUE SEJA ENTREGUE AGORA, SÓ NO ANO QUE VEM, ANO DA ELEIÇÃO, PRA BENEFICIAR LUANA, MAIS ISSO VAI SER INÚTIL, POIS NINGUÉM PENSA EM VOTAR MAIS NESSA CORJA.

    ResponderExcluir
  2. Prefeita de Pentecoste entrega cinco casas do Programa Minha Casa Minha Vida no bairro Santa Ines. [link removido por moderador] Se o prefeito ou a prefeita de fato fizesse assim, muitos sem teto já estariam ocupando as casas que já estão em condições de moradia.

    ResponderExcluir
  3. ESSE PREFEITO VAI DEIXAR UM BURACO SO EITA PREFEITO VAGABUNDO TA SO ENROLANDO O POVO E ACANDO COM AS ECONOMIA DOS COITADO QUE MAL TEM DINHEIRO PRA COMPRAR O ALIMENTO DE CADA DIA AGORA ELE APARECE COM UM AUMENTO DE ENERGIA PUBLICA QUEM PAGAVA 3.00 REAIS VAI PAGAR 18.00 PODE UM NEGOCIO DESSE.

    ResponderExcluir
  4. essas casas nunca vão ser entregues pois a desculpa era o inverno e já se passaram varios já chegou novamente e assim as casas vão se destiorando.só fazem promessas e nada e soube que se até dia 05 de dezembro não forem feitas essas entregas vai acontecer invasão por lá. e agora vão esperar virar bagunça?? eta cabaré grande nan...

    ResponderExcluir

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.

 

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags