PUBLICAÇÕES RECENTES

Cabeça de detento é encontrada dentro de lixeira em Santa Inês. Corpo teria sido esquartejado

22 de janeiro de 2014







Técnicos do Instituto de Criminalística (Icrim) chegaram ao Centro de Ressocialização de Santa Inês por volta das 20h desta quarta-feira. A perícia deve determinar a causa da morte do detento identificado como Cledeílson de Jesus Cunha, de 37 anos. 
As primeiras informações dão conta de que o corpo do presidiário foi esquartejado e a cabeça encontrada dentro de uma lixeira no interior da unidade prisional.

Cledeílson era um dos presos transferidos da Casa de Detenção (Cadet) de Pedrinhas, em outubro de 2013, depois de uma rebelião que resultou na morte de nove detentos na capital maranhense.

A morte ganhou repercussão em todo o país ao ser noticiada no Jornal Nacional, no O Globo, G1 e Veja além de outros grandes portais, blogues e telejornais brasileiros.

Com o registro, sobe para quatro o número de mortes no sistema prisional maranhense. As três anteriores aconteceram em instalações do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís.

O Centro de Ressocialização possui capacidade para 78 pessoas, mas atualmente abriga 94 detentos.

Santa Inês é uma das três cidades que vão receber os presídios que serão construídos emergencialmente pelo governo maranhense. Os outros dois serão nas cidades de Pinheiro e Brejo. A Justiça determinou que o governo do Maranhão construa, em 60 dias, novos presídios no estado. A decisão, resultado de uma ação civil pública movida pelo Ministério Público em 2011, prevê também a reforma do Complexo Penitenciário Pedrinhas, também em 60 dias.

Esta semana técnicos estiveram em Santa Inês para analisar o terreno onde deve ser construída a nova unidade prisional e já dar início às obras, mas um impasse quanto ao local onde será erguido o novo presídio acabou atrasando os trabalhos. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.

 

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags