PUBLICAÇÕES RECENTES

Camilo Figueiredo aponta com um e quatro viram pra ele

10 de setembro de 2014


O deputado Camilo Figueiredo ocupou ontem, (9), a tribuna da Assembleia Legislativa para acusar o presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Edmar Cutrim, de chantagear prefeitos para apoiar a candidatura a deputado estadual do seu filho, o jovem empresário Glalbert Cutrim. E disse ainda que os apoiadores do filho de Cutrim são prefeitos, presidentes de câmaras e políticos enrolados com a justiça.

No Maranhão, hoje, a maioria de prefeitos e ex-prefeitos deve alguma coisa para a justiça. Se fossem tirar todos os enrolados quase não sobraria nenhum, enclusive o deputado Camilo Figueiredo e o seu pai, Biné Figueiredo, ex-prefeito de Codó.

Não é seguro afirmar que o presidente faça chantagem, defesa, ou que proteja prefeitos enrolados. Eu mesmo, quando estive naquele tribunal em busca de informações, presenciei um ex-prefeito, parente de Edmar Cutrim reclamando por causa de uma condenação do TCE.

Cutrim já foi deputado estadual e na região da Baixada tem parentes prefeitos, além de amigos pessoais. Muitos deles já foram condenados pelo Tribunal de Contas do Estado, ele estando como presidente em exercício.

Camilo Figueiredo quando apontou um, esqueceu que tinha quatro apontando para ele próprio. Ele mesmo já teve decisão desfavorável junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) por abuso de poder econômico.

O parlamentar foi flagrado em um carro lotado de medicamentos para serem distribuídos durante a campanha eleitoral. E teve decisão revertida pelo mesmo tribunal, questionada até hoje.

Como pode Camilo Figueiredo acusar o TRE de favorecer ou proteger algum político? Isto sem contar que o deputado já esteve perto de ter os punhos algemados. Ele foi acusado pela mãe da sua própria namorada de ter estuprado a filha dela, à época com 14 anos.

Aqui, sim, é seguro afirmar que a polícia protegeu um deputado pedófilo.

Mas a proteção a Camilo Figueiredo vem do próprio Parlamento Estadual. E isto já vem desde o seu primeiro mandato. O deputado já era pra ter sido cassado quando sempre deixou de comparecer às sessões plenárias.

Conhecido como maior gazeteiro, até o seu gabinete vive geralmente fechado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.

 

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags