PUBLICAÇÕES RECENTES

Pindareenses comemoram cassação de prefeito e vice

4 de dezembro de 2013





Atualizado às 9h de 04/12/2013
Centenas de pessoas foram às ruas da cidade na noite dessa terça-feira (3) comemorarem um marco na história do município de Pindaré-Mirim. Pela primeira vez na história política daquele município, prefeito e vice têm mandatos cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral.

Parecia carreata e passeata (juntas) típicas de período eleitoral. Buzinaço de carros e motos, bandeiras, camisas e até apitos, além de foguetes e muita música marcaram a festa de comemoração improvisada na praça da Matriz de Pindaré.

Henrique Salgado e Alexandre Colares
abraçados em meio à multidão.
(Foto: Portal Pindaré)
O ex-prefeito Henrique Salgado, o candidato derrotado nas últimas eleições, Alexandre Colares, e até o deputado estadual Camilo Figueiredo participaram da festa e discursaram aos presentes. A linha do discurso foi a mesma: "agora Pindaré tem a chance de crescer, de melhorar etc e tal".

Antes, por meio de Nota, Henrique Salgado e Alexandre Colares comentaram a decisão do TRE:


"Amigos Pindareenses,

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiu por uma ampla vantagem de 5 votos a favor e um contra, cassar os diplomas eleitorais do atual prefeito e vice-prefeito de nossa cidade.

A decisão baseou-se em um pedido legítimo feito pela coligação “O Progresso Continua” que apresentou provas de que o então candidato e hoje prefeito, utilizou-se da profissão de médico para consultar e emitir receitas médicas restritas em troca de apoio, o que caracteriza a chamada compra de votos.

Destacamos que a decisão do tribunal, simbolizou a vontade do povo de nossa terra que clamava por mudanças, e que viu elas não acontecerem ao longo destes últimos onze meses.

O maior vencedor, portanto, é o povo do Pindaré.

Esperamos no mais breve possível recolocar a nossa cidade no caminho do trabalho, do respeito e da liberdade.

Que Deus nos abençoe sempre!

ALEXANDRE COLARES

HENRIQUE SALGADO"



Nessa terça, por 5 votos a 1, os juízes entenderam que Walber Furtado (prefeito cassado) e Aldemir Lopes (vice-prefeito cassado) compraram votos nas últimas eleições.

O TRE tem até 40 dias para marcar uma nova eleição. Até lá o presidente da Câmara de Vereadores deve assumir o cargo. Mas, como Walber pode recorrer da decisão (e ele não vai entregar de bandeja a cadeira), tudo indica que o prefeito cassado deve manter-se no cargo até decisão final, em última instância.

Como os candidatos obtiveram mais de 50% dos votos nas eleições de 2012, significa que o TRE-MA terá que realizar nova eleição no município, desde que o Tribunal Superior Eleitoral julgue também procedente o RCED. Enquanto o julgamento no TSE não acontecer, ambos podem exercer seus mandatos, segundo o artigo 216 do Código Eleitoral Brasileiro.

Em banca, o Ministério Público opinou pela cassação do diploma dos eleitos. Foi vencido o relator do RCED: juiz federal Nelson Loureiro dos Santos.









5 comentários

  1. Pindare agora e do povo so falta o maranhao silibetar do grupo sarney

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora só falta você se alfabetizar... Pindaré tá liberto do sal que corroeu os cofres publico durante 8 anos.

      Excluir
  2. so falta aqui em santa ines

    ResponderExcluir
  3. s ofalta aqu iem santa ines a justiça acabar com essa palhaçada quem acontecendo

    ResponderExcluir
  4. Acho que tem que fazer a mesma coisa,aqui em Sta Inês-MA, o Ribalama está fazendo pior que esse Walber, estamos ligado Ribamala, o seu Dia Chega cara....KKKK

    ResponderExcluir

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.

 

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags