PUBLICAÇÕES RECENTES

Prefeito rebate críticas feitas por deputado sobre o carnaval de Santa Inês

19 de fevereiro de 2015


No início da madrugada desta sexta-feira (20), o prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves, rebateu críticas tecidas por um deputado à respeito do carnaval de Santa Inês. O prefeito não citou nomes, mas, tudo nos leva a crer que a flecha tem endereço certo: Sousa Neto, deputado estadual.

Vejamos as publicações feitas pelas autoridades políticas citadas:

Segundo publicação de Sousa Neto, feita na noite de quarta-feira (18), "a Prefeitura de Santa Inês é uma instituição forte e tem toda a estrutura e todas as condições para realizar um excelente carnaval, mas o prefeito preferiu terceirizar a festa sem os cuidados necessários à manutenção da ordem". A consequência, ainda segundo o deputado, foram "violência e mortes provocadas pela desorganização, pela falta de segurança".  

O prefeito Ribamar Alves tachou de "vil e rasteira" a postagem do deputado e completou:"Quero te dizer, mesmo que você não queira entender, que a prefeitura licita o evento; quem contrata as bandas, palco, iluminação, som e etc é a empresa licitada. Os tribunais de contas exigem o cumprimento da lei. Dura lex, sed lex. Portanto, deputado, o carnaval não foi, nem podia ser "terceirizado".

Sobre a segurança, o prefeito disse, entre outras coisas, que "a dor das famílias enlutadas têm que ser respeitada e não usada de forma torpe com propósitos difamatórios e de auto-promoção."

Confira a íntegra das declarações das duas autoridades políticas:

Publicação feita  pelo deputado estadual Sousa Neto - 
Mais uma vez Santa Inês chora a morte de seus filhos inocentes pela falta de responsabilidade do prefeito Ribamar Alves.

Aproveito a "quarta-feira de cinzas" para expressar a minha indignação pelo alto índice de violência do nosso carnaval.
Ao mesmo tempo que me senti feliz de estar novamente no meu querido Vale do Pindaré e na minha sempre amada cidade de Santa Inês, para ficar ao lado dos meus amigos e da minha família no carnaval, o meu sentimento é de tristeza, pela falta de carinho e de cuidado com a nossa gente, por parte do prefeito Ribamar Alves.
Momentos de intensa alegria, compartilhados com todos vocês, foram substituídos pela tristeza diante de tanta violência e mortes provocadas pela desorganização, pela falta de segurança e pela irresponsabilidade do prefeito que deixou o local da festa sem nenhuma estrutura para dar proteção e tranquilidade às pessoas.
A Prefeitura de Santa Inês é uma instituição forte e tem toda a estrutura e todas as condições para realizar um excelente carnaval, mas o prefeito preferiu terceirizar a festa sem os cuidados necessários à manutenção da ordem.
Era pra ser um carnaval de alegria e festa, mas foram dias de lágrimas e luto.
Vi amigos me relatarem o medo com os constantes assaltos à mão armada e assisti impotente as notícias das mortes de jovens, vítimas de uma violência brutal, porque o prefeito não se organizou para prestar segurança à altura das necessidades do evento.
Em 4 dias de carnaval 3 pessoas foram esfaqueadas dentro do "espaço" contratado pelo prefeito para realização do carnaval.
"Espaço" contratado a peso de ouro.
Como cidadão de Santa Inês e deputado estadual representante do seu povo, eleito com uma votação consagradora, que só me dá mais responsabilidade, me solidarizo com a dor das famílias e dos amigos daqueles que perderam suas vidas e de todos os que de alguma forma foram vítimas de violência pela total falta de responsabilidade de quem tinha a obrigação de cuidar da nossa gente.
Assisti estarrecido a um vídeo onde o prefeito Ribamar Alves foi intensamente vaiado, impedido de falar para o povo, praticamente expulso do local pelas pessoas que não puderam conter o sentimento de revolta diante de tanto descaso.
Assistam o vídeo e sintam a alma ferida da brava gente da nossa terra.

Publicação feita pelo prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves - 
Boa noite! Uma postagem feita de forma vil e rasteira, fez uma análise da "insegurança" do carnaval de Santa Inês.
Quero te dizer, mesmo que você não queira entender, que a prefeitura licita o evento; quem contrata as bandas, palco, iluminação, som e etc é a empresa licitada. Os tribunais de contas exigem o cumprimento da lei. Dura lex, sed lex. Portanto, deputado, o carnaval não foi, nem podia ser "terceirizado".
Quanto à segurança, essa foi muito bem feita, tanto pela briosa Polícia Militar, comandada pelo Cel Machado, como pelo Cap Marcos, que juntamente com a Guarda Municipal, comandada pelo Ten Evagelista e os seguranças privados deram total cobertura e garantiram a beleza do espetáculo.
No domingo de carnaval ocorre em Santa Inês o maior evento popular do Maranhão, o Arrastão Ponta da Linha, onde participam mais de 20 mil pessoas e encerrou no Parque da Raposa, local do evento carnavalesco. Aí, senhor deputado, tornou-se inviável revistar a multidão, daí adveio a triste cena de dois jovens serem assassinados. Causou-nos tristeza, eram vidas sendo ceifadas de forma brutal, só que a dor das famílias enlutadas têm que ser respeitada e não usada de forma torpe com propósitos difamatórios e de auto-promoção.
Voltando ao caso da segurança pública, ela é constitucionalmente um dever e obrigação do estado.
Veja os números do carnaval de Santa Inês, foi o melhor de toda a história, cerca de 100 mil pessoas circularam pelo corredor da folia, foi animado, alegre, prá cima, porque nós fazemos carnaval é para o povo. Tratamos gente como gente, afinal, este é o Governo da Gente!
Abraços!

Este blog não fez modificações nos textos extraídos, originalmente, dos perfis de Sousa Neto e Ribamar Alves.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.

 

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags