PUBLICAÇÕES RECENTES

Polícia Civil de Santa Inês participa de mega operação na Baixada Maranhense

24 de novembro de 2012






Uma mega operação deflagrada pela Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), com o apoio de equipes das delegacias regionais de Pinheiro, Santa Inês e Itapecuru-Mirim e dos distritos de Cururupu, Penalva e Guimarães, além do Grupo Tático Aéreo (GTA) do Maranhão, nesta sexta-feira (23), resultou na prisão de dez pessoas envolvidas com o tráfico de drogas e vendas ilegal de armas em vários municípios da Baixada Maranhense.

A ação deu cumprimento a seis mandados de prisões, busca e apreensões, expedidos pela juíza Sheila Silva Cunha da Comarca de Cururupu, em diversos endereços naquele município.

Ao todo mais de 70 policiais, entre delegados e investigadores foram empregados na operação, que apreendeu também um forte armamento e cerca de R$ 50 mil. Foram detidos, Venilton Silva Maia, conhecido como Negão, 39 anos; Rosiléia Lopes Serra, a Lea, de 31 anos; Isael Louzeiro Pereira, o Varmey, 35 anos; Fábio Chaves Machado, o Breno, 28 anos; Edenilson Silva, o André, 33 anos; Carlos Jorge Pestana, conhecido como Jorginho, 32 anos e apontando como o chefe do tráfico na região.


O núcleo de Inteligência da SPCI passou três meses fazendo o levantamento de provas e indícios criminosos de atuação desses elementos. “Nesse período ficamos de vigilância, acompanhando cada integrante do grupo, montamos campana e após comprovar o envolvimento de cada um, representamos junto a Justiça pelas prisões preventivas dos envolvidos”, detalhou o superintendente de Polícia Civil do Interior, delegado Jair Lima de Paiva.

Segundo o superintendente, Carlos Jorge era quem exercia a função de químico dentro do bando. Era ele ainda que fazia o preparo do entorpecente e a distribuição da droga. “Temos informações que ele abastecia as cidades de Cururupu, Guimarães, Mirinzal, Turiaçu, Bacuri, Apicum-Açu. Ele tinha toda uma teia que o auxiliava neste tipo de prática”, disse.

Além dos detidos pelos mandados de prisão, foram presos ainda em flagrante delito, resultante do cumprimento de mandados de busca e apreensão, Maria Dolores da Conceição 34 anos, autuada por Associação ao Tráfico; Inaldo Marques Cadete, conhecido como Naldinho, 31 anos, autuado por posse ilegal de arma de fogo; Richarlison Pinto Monteiro, o Beto, cunhando de Carlos Jorge, era quem guardava todo o armamento e o dinheiro proveniente do tráfico de drogas. Ele foi autuado também por posse ilegal de arma de fogo. Na casa do Beto foi apreendida a quantia de R$ 31.155 mil.

Fornecedor

Na operação, as equipes localizaram a residência de Douglas dos Santos, conforme investigações policiais, ele era fornecedor de armas para vários municípios da Baixada. Douglas e foi autuado pelo crime de venda clandestina de munições e armas de fogo, previsto pelo Artigo 17 da Lei 10.826/03. A pena para quem comete este tipo de crime é de 04 a 08 anos de reclusão.


Durante as incursões, as equipes policiais localizaram na residência de Douglas dos Santos, uma quantia de R$ 7.950,00, que seria fruto da venda de armas; um revólver calibre 38; 24 espingardas tipo ?bate bucha?; um total de 372 munições de diversos calibres, sendo 102 calibre 32, 159 para espingardas, 54 calibre 16, 50 calibre 22 e ainda duas de uso registro das forças de segurança, uma munição calibre ponto 40 e seis munições calibre 9 mm, e diversos estojos.

Além das munições, foram apreendidos 131 cartuchos de munições, sendo 45 de calibre 20; 47 de munições calibre 36 e 39 cartuchos de calibre 28. Foram localizadas ainda quatro motocicletas, sendo uma Broz cor preta de placa NXN 3838; uma YBR de placa NXB 1420 e duas Titan Fan pretas sem placas.


“Em todas as prisões e apreensões de armas que a Polícia fazia naquela região começamos a verificar que os revólveres apreendidos e usados nos crimes eram sempre novos. A partir disso, buscamos identificar a procedência de cada arma e tivemos êxito em localizar os fornecedores. Vamos agora localizar as ramificações desta quadrilha”, afirmou o delegado Jair Lima de Paiva.


SSP-MA
Fotos/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.

 

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags