PUBLICAÇÕES RECENTES

Quadrilha planejava assaltar banco no interior do MA

3 de maio de 2012




Com informações do Notas do Daniel Aguiar

Um intenso trabalho de investigação levou a Polícia Civil a impedir que uma quadrilha especializada em assaltar agências bancárias cometesse mais um crime no Maranhão ou no estado do Pará. O bando, formado por cinco maranhenses e um paraense, foi detido na noite da última quarta-feira (1º) e apresentado pelo secretário de Segurança Pública, Aluisio Mendes nesta quinta-feira (3), na sede da SSP, em São Luís. A ação foi deflagrada pela Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), com o apoio da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), da Delegacia Regional de Santa Inês e da Força Tática da Polícia Militar de Pindaré.

 

Também presente à apresentação dos detidos, o secretário adjunto de Inteligência e Assuntos Estratégicos, Laércio Costa; a delegada geral de Polícia Civil, Maria Cristina Resende; o superintendente Estadual de Investigações Criminais, delegado Augusto Barros; e o delegado Luis Jorge, do Departamento de Combate a Assaltos a Instituições Financeiras.

“Estamos tirando de circulação mais uma quadrilha de alta periculosidade, que agia com bastante violenta durante as ações criminosas. Esta quadrilha já havia sido presa em 2009 e estava em liberdade por conta das saídas temporárias. Com o trabalho da inteligência conseguimos impedir que mais uma agência bancária fosse assaltada. A retirada das armas das mãos destes criminosos é um golpe no crime”, relatou o secretário de Segurança, Aluisio Mendes, garantindo que “o sistema de segurança continuará empenhado em impedir que estes criminosos cometam estas ações aqui no Maranhão”.

O grupo confessou também ter cometido, na cidade de Bom Jesus das Selvas, o assalto ao ônibus que levava trabalhadores para o estado de São Paulo. Durante a ação criminosa, um dos passageiros reagiu, acabou sendo baleado e morto. Foram detidos na operação, Adriano de Carvalho Lage, natural de Itinga (MA), 29 anos, lavrador e residia no bairro Matador, em Santa Luzia e estava envolvido no assalto ao banco de Colinas; Francisco Wagno Sousa Mesquita, 39, natural de São Mateus, morador do Coroado, em São Luis.

Segundo informou a Polícia, após prender os dois em Santa Luzia do Tide, em ação comandada pelo delegado César Veloso, juntamente com uma equipe da SPCI, o restante do grupo foi encontrado. Fazem parte ainda do bando, o paraense Waldiney Chaves Silva, 44 anos, lanterneiro, natural de Belém (PA) e que tinha residência em Ananindeua também no Pará. Na lista criminal de Waldiney consta uma condenação de mais de 29 anos por ter cometido um latrocínio contra um oficial da Marinha.

Presos também os maranhenses Josenaldo dos Santos, o “Doutor”, 37 anos, natural de Santa Quitéria, morador do município de Buriticupu e os irmãos Eliomar Gomes da Silva, 25 anos, e Elielson Gomes da Silva, 32 anos, conhecido como “Dé”, naturais de Açailândia e Itinga, respectivamente. Ambos residiam no bairro Bela Vista, na cidade de Marabá, no Pará. Os dois irmãos também participaram do assalto à agência bancária de Colinas. Adriano, Francisco e Elielson são foragidos da Penitenciária de Pedrinhas e estavam em liberdade desde a Semana Santa, quando foram beneficiados com a saída temporária.

“O trabalho de recuperar estes presos que saem e não retornam para os presídios é constante na Polícia Civil. Grande parte dos que cumprem pena nos presídios nunca se desvinculam completamente do crime e quando saem voltam a se envolver em ações de violência. A análise para a concessão deste benefício deve ser mais rigorosa”, observou a delegada geral de Polícia Civil, Maria Cristina Resende.

A prisão

Adriano e Francisco foram presos durante abordagem realizada por policiais da Força Tática da PM do Batalhão de Pindaré realizada na saída da cidade de Santa Luzia, quando estavam levando o armamento para o restante do bando. Na abordagem, os policiais apreenderam um veículo Voyage Prata de placa NXC-2105 e um Fuzil R15 calibre 556. “Cada fuzil custa em torno de R$ 25 mil. Por isso, este tipo de crime é muito bem arquitetado e bem articulado. Estávamos monitorando alguns do grupo desde a saída deles do presídio. Eles estavam prontos para cometer um assalto, só ainda iam definir qual seria a cidade”, detalhou o delegado Luis Jorge, do Departamento de Combate ao Roubo as Instituições Financeiras, da Seic.

Ainda segundo a Polícia, Josenaldo, Waldiney, Elielson e Eliomar foram presos pela a equipe Seic na cidade de Buriticupu, onde foram encontrados com eles um Fuzil Fal calibre 762, uma escopeta calibre 12 e a pistola colt calibre .45. “Sabíamos onde eles estavam homiziados. Só esperávamos o momento de efetuarmos a prisão. Essa detenção tem uma relevância estadual e interestadual, pois estes criminosos iriam cometer em breve alguma ação violenta”, frisou o superintendente Estadual de Investigações Criminais, delegado Augusto Barros.

Todos foram autuados por formação de quadrilha. Eles serão encaminhados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas e ficarão detidos à disposição da Justiça.


Um comentário

  1. mete a surra nesse ladrão...
    mas uma surraa dakelas de deixar o braço do polícia cansado.

    ResponderExcluir

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.

 

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags