PUBLICAÇÕES RECENTES

A precariedade de médicos no interior do MA

19 de fevereiro de 2013






Estudo do Conselho Federal de Medicina (CFM) mostra que mais de 60% dos médicos registrados no Maranhão estão trabalhando em São Luís. Os profissionais escolhem as capitais ou grandes cidades por vários motivos. Um deles, é a condição oferecida para o desenvolvimento das suas atividades.

Há prefeituras de pequenas cidades oferecendo excelentes salários aos médicos, mas nenhum se candidata ao emprego. Nestes municípios, a infraestrutura da rede de saúde pública é precária, até mesmo para o atendimento ambulatorial. Os hospitais municipais são mal equipados e falta pessoal qualificado.

Por isso, há uma grande romaria de doentes para a capital, onde encontram médicos nas especialidades desejadas e uma melhor estrutura de atendimento. Por causa dessa superlotação, os pacientes enfrentam filas para consultas e cirurgias. Dessa forma, o sistema de saúde da capital também vira um caos.

O Maranhão tem menos de um médico para atender cada grupo de mil habitantes e isso já é um problema grave. Feita essa estatística somente no interior do Estado, com o quadro atual, veremos que a situação é ainda mais grave. Há cidade maranhense que não tem um médico residente.


(Com informações dos sites do CFM e Portal Mearim)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.

 

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags