PUBLICAÇÕES RECENTES

Buriticupu: população denuncia estupros e orgias de militares do exército

21 de agosto de 2013


Revolta e graves denúncias contra o Exército Brasileiro marcaram uma manifestação promovida pela população do município de Buriticupu na manhã desta quarta-feira, 21.

A maioria dos manifestantes era formada por mães e pais que denunciaram casos de orgias e até estupros que estariam sendo praticados por soldados do Exército. A indignação dos buriticupuenses foi além das ruas e ganhou as redes sociais onde várias pessoas expressaram suas revoltas e deram total apoio à manifestação que interrompeu a BR 222 por várias horas.

Psicóloga do Centro De Referência Especializado De Assistência Social – CREA, Sâmia Cavalcante, usou seu perfil no Facebook para denunciar o comportamento despudorado e criminoso por parte dos militares do Exército.

- A população de Buriticupu revoltada com os 700 homens do exército, interditaram a BR222 e estão queimando pneus e toras de madeira e as faixas dizem “Dilma venha ver o exército aliciando menores em Buriticupu”, escreveu a psicologa.
Segundo informações do Portal Veras, alunos do Ifma, local onde os soldados estão hospedados, também fizeram parte do movimento e exibiram faixas com as seguintes afirmações: “O IFMA não é cabaré” e “Chega de abuso sexual”.O Portal noticiou ainda que os comerciantes de Buriticupu fecharam seus estabelecimentos e foram participar do movimento.

A população também fez várias faixas pedindo a intervenção da presidente Dilma no caso, bem como a presença da imprensa para divulgar e ajudar nas denúncias que atingem em cheio uma instituição respeitada como é o Exército Brasileiro.

Espera-se que o Comando do 24º Batalhão de Caçadores, órgão máximo do Exército no estado do Maranhão, consiga esclarecer o mais rápido possível as graves denúncias feitas pela população de Buriticupu.

7 comentários

  1. Essas pessoas envolvida deveria era ser preso, olha a noção ifma não é quartel para ospedar militar não, se fosse um mal elemento acertar as contas com alguém do exército aí no ifma, todo mundo ia pagar o preço...

    ResponderExcluir
  2. isso é o resultado da politica do PT essa é uma vergonha orgãos que deveria orienta e proteger cidadãos de bens hj vivem aliciando menores e humilhando cidadões que a unica coiza que querem é ter o direito de trabalha para ter o sustento do seus filhos em troca a presidente da republica com suas leis que só prejudica trabalhadores que hj nao tem o direito de planta nada para seu sustento esse e o governo pt devberia pega esse bando de politicos vagabundas e meter na cadeia isso é nunca vé o descaso é muito grande parabens ao povo de buriticupu pela coragem de brigarem pelos seus direitos isso é uma vergonha e o que mais mim adimira é o exercito hj fazer parte deste jogo sujo é vergonhoso mas infelismente isso é Brasillllllllll

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. QUANTA HIPOCRISIA FALAR DO GOVERNO DO PT. VERGONHA É DEFENDER BANDIDO QUE FICA DESMATANDO A FLORESTA, VERGONHA É DEFENDER ESSAS PRIGUETES MIRIM QUE FICAM ATACANDO QUALQUER MACHO QUE APARECE. ESSA PIRIGUETES FICAM ALICIANDO MENORES, ADULTOS E VELHOS, FAZEM PUTARIA TODA HORA NO LUGAR DE ESTÁ ESTUDANDO, OS PAIS SÃO IRRESPONSAVEIS, E ELAS FAZEM O QUEREM. DEPOIS UNS IMBECIS VEM DEFENDER MENORES INFRATORES, MILITAR NENHUM FOI ATRÁS DELAS ELAS QUE FORAM ATACAR OS MILITARES.

      Excluir
  3. Td isso está sendo orquestrado por madeireiros, cujo objetivo é a retirada da fiscalização do IBAMA, que a mais de dois meses vem coibindo o desmatamento de áreas remanescentes de florestas que abastecem as serrarias clandestinas de Buriticupú.

    ResponderExcluir
  4. Tbm acho que isso tem um dedinho dos madeireiros, mas é algo a ser investigado, se realmente esses homens estiverem praticando esses estupros merecem ser punidos

    ResponderExcluir
  5. concordo
    o querem que a fiscalizacao pare
    por isso estão falado essas historias.

    ResponderExcluir
  6. Tmb acho que isso intriga, mas se for verdade eles serão punidos. Nenhum soldado vai fazer uma coisa sem o consenso da outra, afinal eles são homens e essas pessoas que vcs dizem ter sido abusadas devem ter dado muita "trela" e dado confiança. . .Enquanto vcs fazem essas discussões, as florestas estão desaparecendo.

    ResponderExcluir

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.

 

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags