PUBLICAÇÕES RECENTES

Vírus da aftosa não circula mais pelo MA, diz Ministério da Agricultura

18 de dezembro de 2012







O secretário da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), Cláudio Azevedo, anunciou, nesta terça-feira (18), que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) confirmou a não circulação do vírus da aftosa no Maranhão. A constatação foi feita pelo ministério após o resultado da sorologia feita em 10.800 animais de aproximadamente 400 propriedades rurais localizadas em 146 municípios maranhenses.


Cláudio Azevedo - Sagrima
A sorologia realizada este ano é a última etapa estabelecida pelo Mapa para que o Maranhão seja certificado como Zona Livre de Febre Aftosa com Vacinação. “O Maranhão tem muito o que comemorar com mais esta conquista, pois nós atendemos a todas as exigências do governo federal”, afirmou Cláudio Azevedo. “Quero agradecer o empenho dos criadores que muito contribuíram com o governo do Estado nesse processo de sorologia”, ressaltou o secretário da Sagrima.

De acordo com o cronograma do Mapa -, que consta no projeto de Zona de Ampliação da Zona Livre de Febre Aftosa - a previsão é de que em meados do mês de maio de 2013, o Maranhão seja classificado, nacionalmente, como Zona Livre de Febre Aftosa com vacinação. A classificação internacional está prevista para maio de 2014, com reconhecimento feito pela Organização Mundial da Saúde.

PUBLICIDADE


O projeto do Ministério da Agricultura engloba os estados do Maranhão, Pará, Ceará, Piauí, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Rio Grande do Norte, que ainda estão em processo de sorologia. “O Maranhão foi o primeiro a concluir o processo soroepidemiológico, que constatou que não há circulação do vírus da aftosa no estado”, explicou o diretor geral da Agência de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), órgão vinculado à Sagrima, Fernando Lima.
Com um rebanho de 7,3 milhões de bovinos e bubalinos, o Maranhão possui o segundo maior rebanho de bovinos do Nordeste e o terceiro maior rebanho de búfalos do Brasil.

O trabalho de combate à febre aftosa, realizado pelo governo do Estado, por meio da Sagrima e da Aged, alcançou excelentes resultados que foram reconhecidos pelo Mapa nos anos de 2011 e 2012.

Na primeira auditoria realizada pelo Governo Federal, o estado obteve a maior nota entre as federações fiscalizadas, cumprindo 89% dos 28 itens avaliados pelo Ministério. Na segunda auditoria, o Maranhão destacou-se mais uma vez e foi o único estado a alcançar 100% de satisfação nos 27 itens avaliados.

O Maranhão bateu ainda o recorde do índice de cobertura vacinal e imunizou 97% do rebanho maranhense. Atualmente, o estado está realizando a II Etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa, que encerra-se no dia 30 de dezembro.

“A governadora Roseana Sarney deu prioridade ao combate à febre aftosa e investiu recursos para que nós realizássemos as ações em todo o estado do Maranhão”, ressaltou Cláudio Azevedo, que informou ainda que o governo estadual aprovou o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) para profissionais que realizam atividades agropecuárias no estado do Maranhão, beneficiando cerca de 320 servidores da Aged com um dos melhores salários pagos do Brasil.

(Ascom/Sagrima) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.

 

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags