PUBLICAÇÕES RECENTES

Fufuca de olho no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Alto Alegre do Pindaré

19 de fevereiro de 2016

OPINIÃO
Francisco Dantas Ribeiro Filho, o Fufuca, não tem jeito mesmo. Quando a população  de Alto Alegre do Pindaré acredita que ele desapareceu de vez do cenário, ele surge com mais polêmicas e artimanhas. 
Simplesmente, o ex-prefeito não suporta a realidade de ter sido esquecido pelo povo.  E, na mesma proporção, o povo não suporta a ideia de ter vaga lembrança daquele cidadão. 
Não é pessoal. A questão é que o governo Fufuca foi tão desastroso que até os aliados mais fiéis preferem não recordar.

Desta vez o ex-prefeito direcionou as atenções ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Alto Alegre do Pindaré. 

Vou explicar...
Os trabalhadores rurais do município Alto Alegre do Pindaré participaram no último sábado (13), da tradicional eleição da entidade para eleger seu representante legal (presidente), conforme estabelece os princípios legais.


Três chapas foram inscritas para a disputa:

Chapa 1 - encabeçada por Chico da Telma
Chapa 2 - representada por Vavá Marques 
Chapa 3 - representada por Riba. 

A votação ocorreu na sede e nos povoados Mineirinho e Auzilândia.

Pois bem... de acordo com informações do Blog do Alto e do Portal Veras, insatisfeito e cabisbaixo com a magnifica campanha realizada pela chapa 2, Francisco Dantas Ribeiro Filho (fufuca), ex-prefeito de Alto Alegre do Pindaré e ex-deputado declarou apoio à chapa 1 e, de acordo com informações de alguns cidadãos, aplicou estratégias distintas e injustas – pessoas fazendo boca de urna aos arredores do Sindicato, implantação de advogados dentro do Sindicato para intimidar as demais chapas, quitação de carteiras sindicais a preço de banana em troca de votos, exclusão de alguns eleitores votantes da chapa 2, dentre outras. A adoção destas medidas tinha um objetivo comum – assegurar a vitória da respectiva chapa.

Segundo informações de alguns cidadãos altoalegrenses, há indícios que apontam para outras irregularidades como permitir o eleitor votar com cópia de comprovante de quitação sem a apresentação de documento com foto. Assim, um eleitor votava mais de uma vez em urnas diferentes. Tal processo só era permitido para os votantes da chapa 1. Os eleitores suspeitos de votar nas chapas 2 e 3 eram impedidos de votar só com o comprovante de quitação. Além do mais, muitos eleitores aptos a votar desapareceram da folha de votação e não tiveram justificativas cabíveis e convincentes para tal processo.

Só estavam aptos a votar os eleitores que estivessem com processo regular na instituição (sindicato) ou os que regularizassem sua situação até o dia 29 de janeiro de 2016. Constatou-se votantes com processo de quitado após esta data, o que aponta para atos inconstitucionais.

As chapas 2 e 3 estão buscando recursos judiciais para anular a eleição, devido ao processo injusto constatado no decorrer do processo eletivo (eleição) tanto na sede quanto na zona rural do município.

Números Absurdo da votação:
Chico da Telma chapa 1 = 500 votos
Vavá Marques chapa 2 = 112 votos
Riba chapa 3 = 79 votos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.

 

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags