PUBLICAÇÕES RECENTES

Autoridades políticas lamentam morte de Décio Sá

24 de abril de 2012






O presidente do Senado, José Sarney - que teve alta nesta terça (24) do Hospital Sírio-Libanês - emitiu comunicado oficial sobre a morte do jornalista Décio Sá. Sarney elogiou o trabalho do jornalista, salientando que suas reportagens investigativas "a muitos incomodavam", mas garantiam ao repórter um "espaço único no cenário jornalístico".

Esse crime hediondo, brutal e cruel tem que ser desvendado para punir os culpados e despertar, cada vez mais, a consciência para a proteção e o respeito à liberdade de imprensa. Seu assassinato, além de uma atrocidade, é um atento à democracia", afirmou o político.

Vianey Bringel
Por meio do Facebook, a deputada estadual Vianey Bringel (PMDB) lamentou profundamente o assassinato brutal de Décio Sá e manifestou pesar pela morte do jornalista e blogueiro. Para a parlamentar, o crime foi uma clara tentativa de calar ou, ao menos, intimidar a imprensa maranhense. 

Vianey Bringel: "Todo o meu sentimento à família do talentoso e corajoso jornalista Decio. Que Deus conforte o coração dos familiares e amigos... E que possam encontrar esses criminosos, a morte do jornalista não pode ficar impune, nao se pode calar a imprensa..."

Hildo Rocha

O secretário de Articulação Política do Governo do Estado, Hildo Rocha, chamou Décio Sá de "combativo jornalista" e continuou afirmando que o assassinato"é um insulto a sociedade maranhense. Foi um crime covarde e brutal."




Para o secretário de Saúde do Maranhão, Ricardo Murad, "esse crime foi de encomenda, executado por pistoleiros frios, covardes e pagos - é um tributo à sua memória que nunca será esquecida."



Segundo o deputado federal Ribamar Alves (PSB), "esse crime não somente cometido à pessoa do Décio Sá, mas reputo que foi um atentado contra a imprensa e aos jornalistas, que com coragem e destemor exercem a sua nobre profissão.


Ribamar Alves
O deputado federal Simplicio Araújo disse que "
A polícia tem a obrigação moral de desvendar este crime."



Para o Ministro Gastão Vieira,"a liberdade de imprensa deve ser preservada como uma ferramenta fundamental da democracia."


O presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo (PMDB), em nome de toda a Casa, também lamentou a morte do jornalista, assassinado na noite da última segunda-feira (23), na Avenida Litorânea.

Leia a nota na íntegra:

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa externa seu pesar pelo trágico e abrupto assassinato do jornalista Décio Sá, ocorrido na noite de ontem, dia 23, na Avenida Litorânea. O Maranhão se sente sumamente abalado pela infausta notícia e do falecimento deste profissional da imprensa que trabalhava no Jornal O Estado do Maranhão e era também titular dos blogs mais acessados pelos nossos leitores maranhenses. Toda a sociedade espera das autoridades constituídas a pronta apuração do episódio e a punição exemplar do culpado. A Assembleia se solidariza com a família enlutada neste momento de sofrimento enviando-lhe sinceras condolências em nome dos parlamentares e dos funcionários desta Casa. Peço que todos se postem de pé para que prestemos um minuto de silêncio a este profissional que trabalhou tantos anos ao nosso lado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.

 

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags